Entenda como a prática da corrida se relaciona com o envelhecimento

Diferenças na prática da corrida entre jovens e idosos indicam que o esporte ajuda na manutenção da saúde a longo prazo

 17/09/2021 - Publicado há 1 mês

O crescimento da população idosa vem chamando a atenção em vários países, inclusive no Brasil, e nesta edição da coluna Ciência e Esporte o professor Paulo Roberto Santiago fala sobre a relação entre esporte e o envelhecimento. Como é sabido que atividade física é benéfica para o envelhecimento saudável, a pergunta aqui é: a corrida, por exemplo, é diferente entre jovens e idosos?

Para a resposta, Santiago usa os resultados de uma pesquisa publicada pela Medicine & Science in Sports & Exercise de 2015. Pesquisadores norte-americanos testaram e compararam “a mecânica da corrida e a coordenação dos membros inferiores” em dois grupos de corredores saudáveis de jovens (18-35 anos) e mais velhos (45-65 anos).

Segundo a conclusão do estudo e a análise do professor Santiago, não houve alteração na variabilidade do movimento entre os grupos. Foi encontrada apenas “diferença pequena na questão cinemática, mostrando os benefícios desse esporte para a saúde dos idosos”.

Santiago conta que os pesquisadores observaram maior amplitude no ângulo do quadril e no torque (força) produzido na flexão plantar do tornozelo e na rotação do quadril dos jovens. Esse resultado, avalia o professor, mostra “a manutenção da saúde nos corredores mais velhos em função da prática da corrida”.

Para quem gosta do tema, a coluna Ciência e Esporte está aberta a sugestões de temas para as próximas edições, que podem ser feitas pelo e-mail ou através de comentários no canal da coluna no YouTube. A única restrição é que sejam relacionadas à ciência e ao esporte.


Ciência e Esporte
A coluna Ciência e Esporte, com o professor Paulo Santiago, vai ao ar toda sexta-feira às 10h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.