Espetáculo apresenta a música erudita brasileira para crianças

Formada pela Escola de Arte Dramática da USP, a diretora Regina Galdino falou sobre o musical infantil “Operilda na Orquestra Amazônica” no programa “Via Sampa”, da Rádio USP

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Foto: Divulgação/Edson Lopes Jr. via facebook
O musical infantil Operilda na Orquestra Amazônica – Foto: Divulgação/Edson Lopes Jr. via facebook

.

Até 16 de outubro, fica em cartaz no Teatro Porto Seguro, em São Paulo, o espetáculo infantil Operilda na Orquestra Amazônica, musical que apresenta a música clássica brasileira para crianças.

Foto: Divulgação/Edson Lopes Jr. via facebook
Peça traz obras de Villa-Lobos e Camargo Guarnieri, entre outros compositores – Foto: Divulgação/Edson Lopes Jr. via facebook

Com direção musical do maestro Miguel Briamonte, o espetáculo conta a história da bruxa Operilda, interpretada pela atriz Andréa Bassitt, que tem a missão de contar a história da música no Brasil para crianças em apenas uma hora. Se conseguir, ganhará uma orquestra só para ela. Ao longo da história, uma camerata – que foi dada à Operilda por sua tia Opereta – toca ao vivo músicas de autores como Alberto Nepomuceno, Carlos Gomes, Villa-Lobos, Camargo Guarnieri e Guerra-Peixe, entre outros.

A direção-geral de Operilda na Orquestra Amazônica é de Regina Galdino, formada pela Escola de Arte Dramática (EAD) da USP. Ela falou sobre o espetáculo no programa Via Sampa, da Rádio USP (93,7 MHz), produzido por Heloisa Granito e apresentado por Mário Sant. O programa foi ao ar no dia 28 de setembro.

Ouça a seguir a íntegra da entrevista da diretora Regina Galdino na Rádio USP.

logo_radiousp790px

.
.
.
.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados