Médico italiano traz para o Brasil o conceito de ‘slow medicine’, a medicina sem pressa

Cardiologista Marco Bobbio, que tem papel fundamental na divulgação dos preceitos da área, fará palestra sobre o tema no próximo dia 19 de outubro

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Cena do filme "The Doctor", de 1991 - Foto: reprodução
Cena do filme The Doctor, de 1991 – Foto: reprodução

No dia de 19 de outubro,  na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), o cardiologista italiano Marco Bobbio, ex-diretor do Departamento de Cardiologia do Hospital Santa Croce e Carle di Cuneo, secretário geral da Associação Italiana de Slow Medicine e autor do livro O Doente Imaginado, proferirá palestra sobre Slow Medicine: sua história e sua filosofia.

O evento lança oficialmente a slow medicine no Brasil. Tal acontecimento será coordenado por Dario Birolini, Professor Emérito de Cirurgia da FMUSP e um dos diretores da Slow Medicine Brasil.

Documento_manifesto
Clique na imagem para ampliar

Em tradução livre para o português, a medicina sem pressa resgata a primazia do tempo na ciência e na arte de cuidar. Tempo para ouvir, tempo para refletir, tempo para construir relações sólidas e duradouras entre médicos, pacientes, famílias e comunidade. Trata-se de uma filosofia e de uma prática médica que buscam oferecer o melhor cuidado, baseando-se nas melhores evidências científicas, centrando o foco no paciente e em seus valores, elaborando decisões ponderadas e cautelosas e sempre que possível compartilhadas. Propõe um cuidado que busca a tecnologia apropriada à singularidade de cada paciente e de sua situação vivencial, tendo como premissa que nem sempre fazer mais significa fazer o melhor.

Assim, os princípios da medicina sem pressa incluem, além do tempo maior para ouvir e tomar decisões, a individualização do cuidado; a autonomia do paciente; o conceito positivo de saúde, com foco no autocuidado e na resiliência; a prevenção; prioridade para a qualidade de vida, já que fazer mais nem sempre é fazer melhor; a medicina integrativa; a segurança para não intervir quando houver dúvida; paixão e compaixão; e o uso parcimonioso da tecnologia, que deve servir ao homem, e não o contrário.

Marco Bobbio tem um papel fundamental na divulgação dos preceitos da slow medicine no Brasil. Sua visita em 2014, por ocasião do lançamento do livro O Doente Imaginado, trouxe pela primeira vez os princípios desta filosofia e desta prática médica para o País.

O evento marca também o lançamento oficial do site www.slowmedicine.com.br, publicado desde abril deste ano.

Com entrada franca, o evento acontece na Sala da Congregação da FMUSP, que fica na Av. Dr. Arnaldo, 455, 3° Andar, São Paulo. A palestra será em inglês e não haverá tradução simultânea.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Faculdade de Medicina da USP

Mais informações: email contato@slowmedicine.com.br, com José Carlos Campos Velho

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados