Raquel Rolnik fala de plano habitacional lançado pela Prefeitura de São Paulo

O plano está sendo coordenado pelo atual secretário da habitação do município, João Whitaker, professor da Universidade de São Paulo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Foto: Heloisa Ballarini/PMSP
Foto: Heloisa Ballarini/PMSP

A coluna “Cidade para Todos” destaca o plano habitacional que está sendo lançado, nesta quinta-feira (30), pela Prefeitura Municipal.  Em seu comentário,  a professora Raquel Rolnik chama a atenção para uma novidade, para ela inédita : a ideia de se criar um serviço social de moradia, que seria transitório e emergencial e destinado a abrigar os desassistidos sociais, como os moradores de rua.

Segundo ela, a ideia é ter uma rede de apartamentos ou quartos, dependendo de cada situação, para atendimento provisório, até que uma solução definitiva seja dada para aquele determinado problema, que pode ser fruto de situações de emergência: enchentes, desabamentos e demais ocorrências cotidianas em uma grande metrópole, e para as quais ainda não se tinha uma resposta do poder público.

O plano, que deverá ser lançado para debate público,  também prevê a incorporação de  uma iniciativa que propõe opções de aluguel como moradia definitiva. Aluguéis subsidiados manteriam uma população de menor renda em áreas bem localizadas da cidade, além de oferecerem uma opção de moradia digna a um custo menor.

logo_radiousp

.

.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados