Projeto multidisciplinar colocará a USP no metaverso

Marcos Simplício explica esse projeto, fruto de parceria entre a Universidade e a Radio Caca, que possibilitará que a USP seja a primeira universidade latino-americana no metaverso

 31/05/2022 - Publicado há 3 meses
Arte sobre imagem da Praça do Relógio vista da Reitoria – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

 

Um projeto multidisciplinar da USP, em parceria com a Radio Caca, possibilitará que pesquisadores estudem aplicações educacionais do metaverso, um ecossistema on-line e 3D que combina diversos ambientes virtuais. A Escola Politécnica está coordenando esse projeto.

Marcos Simplício, professor do Departamento de Engenharia da Computação da Poli e pesquisador do Laboratório de Arquitetura e Redes de Computadores (Larc), explicou ao Jornal da USP no Ar 1ª Edição que o que está em processo de aquisição são regiões de terra virtual, onde se pode construir qualquer coisa. “O que a gente vai tentar construir é essencialmente uma réplica da USP, um ambiente para poder ver o que acontece [aqui] em termos de pesquisa.” Além de ter acesso à produção científica da Universidade, os usuários poderão interagir diretamente com as pesquisas. Qualquer pessoa poderá entrar no ambiente.

Possibilidades

Marcos Simplício – Foto: Poli/USP

Para o ensino, uma das opções a se testar é a aula no metaverso, em vez de uma videoconferência, como muito foi feito durante a pandemia, dentre outros objetos educacionais. 

O lado técnico, como a modelagem 3D, e o lado psicológico das interações entre as pessoas também serão trabalhados. Uma iniciativa acompanhada pelo grupo do professor é o projeto Transcender, do professor Almir Almas da Escola de Comunicações e Artes (ECA), que propõe construir um memorial para lidar com o luto. “Será que daria para ajudar [no metaverso] com o luto das pessoas que perderam um ente querido e não puderam fazer um memorial devido às restrições da pandemia?”

Quanto às regras de convivência no metaverso, para impedir ataques verbais e outras violências comuns no mundo virtual, o professor disse que essa é uma questão em discussão. “Dá para impor limites que façam sentido nesse ambiente? Vamos descobrir juntos.” No momento, o grupo está buscando pesquisadores interessados em algum tema dentro do metaverso para definir projetos piloto.


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica e o Instituto de Estudos Avançados. No ar, pela Rede USP de Rádio, de segunda a sexta-feira: 1ª edição das 7h30 às 9h, com apresentação de Roxane Ré, e demais edições às 14h, 15h e às 16h45. Em Ribeirão Preto, a edição regional vai ao ar das 12 às 12h30, com apresentação de Mel Vieira e Ferraz Junior. Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo do Jornal da USP no celular. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.