Posição do Brasil em relação à Venezuela é ambígua

A opinião de André Singer tem como base mensagens postadas em redes sociais pelo próprio presidente Jair Bolsonaro

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Enquanto a crise na Venezuela agrava-se dia após dia, a posição do governo brasileiro em relação ao país vizinho continua ambígua. Pelo menos é o que pensa o cientista político André Singer, ao comentar uma mensagem postada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. Nela, ele diz que a decisão com relação à Venezuela seria exclusivamente dele. “Isso foi interpretado como um aviso aos militares do próprio governo federal de que ele (Bolsonaro) não gostaria de dividir essa decisão.” Trata-se de um posicionamento preocupante, na medida em que vai contra afirmações anteriores do próprio governo, segundo as quais o Brasil jamais interviria militarmente num país vizinho, já que isso significaria uma situação de guerra.

Por outro lado, Singer observa que Bolsonaro teria descartado conversas com os EUA para a utilização do território brasileiro como base de operações em uma eventual intervenção norte-americana na Venezuela, mas que fez questão de deixar claro que uma conversa dessa natureza seria perfeitamente normal. Para o colunista, no entanto, mesmo que o Brasil não interceda diretamente naquele país vizinho, ceder seu território para uma eventual intervenção norte-americana seria tão grave quanto uma intervenção direta.

Acompanhe, pelo link acima,a íntegra da coluna.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  •  
  •  
  •  
  •  
  •