Encontro de pós-doutorandos da USP busca incentivar a pesquisa acadêmica

Mais de 300 participantes de diversas áreas do conhecimento e diferentes grupos de pesquisa participaram

Por - Editorias: Comunidade USP
Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail
Os participantes exibiram mais de 50 pôsteres das mais diversas áreas de estudo – Foto: Divulgação

Durante os dias 29 e 30 de junho, ocorreu o primeiro Encontro de Pós-Doutorandos da USP, que promoveu a interação entre pós-doutorandos de diferentes áreas do conhecimento e diversos grupos de pesquisa da USP. Com a presença de mais de 300 participantes, o encontro contou, em seu primeiro dia, com mesas-redondas e palestras com temas diversos, tais como métricas alternativas de publicação, oportunidades de inovação na indústria, empreendedorismo, entre outros, além da exposição de trabalhos em formato de pôster.

No segundo dia, foram realizados workshops e oficinas voltados ao aprimoramento da escrita e da apresentação de projetos e ao envolvimento colaborativo entre áreas. O workshop Networking & Proposal Writing buscou impulsionar a formação de redes, com ênfase na transdisciplinaridade e favorecimento da produção acadêmica escrita, em português e em inglês, para fins de publicação e visibilidade das pesquisas. Já as Oficinas de Design Thinking tiveram como objetivo potencializar a colaboração e o desenvolvimento de projetos interdisciplinares por meio da abordagem design thinking.

“O projeto do evento cumpriu o que estava planejado. Nós conseguimos reunir algumas centenas de pós-doutorandos que tiveram a oportunidade de fazer networking com uma representação massiva de grupos de pesquisa da USP, como Cepids, INCTES, Agência de Inovação. E é isso que queremos”, mencionou o pró-reitor de Pesquisa da USP, José Eduardo Krieger, a respeito do evento.

Krieger ainda comentou sobre a atual situação desses pesquisadores e falou sobre a sua importância social. “O pós-doutorando representa a principal força de trabalho na pesquisa ousada, pesquisa de risco, e nós (a USP) temos ainda uma proporção muito pequena deles. É uma relação de um pós-doc para cada quatro docentes, e queremos aumentar esse número. Em contraposição, nós temos uma atividade de formação de mestres e doutores que se aproxima de um por docente a cada ano. É preciso que haja um equilíbrio, para que uma universidade de pesquisa como a nossa, possa entregar o que a sociedade espera.” A intenção é que o evento torne-se frequente e aconteça sempre no primeiro semestre de cada ano.

Comissão de Comunicação da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no Google+Tweet about this on TwitterImprimir esta páginaEnviar por e-mail

Textos relacionados