USP fixa critérios para reposição das aulas

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade de São Paulo (USP), através de resolução do dia 29 de junho, estabeleceu os critérios para a reposição de aulas nos cursos de graduação, em razão das paralisações ocorridas nos meses de maio e junho deste ano, que comprometeram até 47 dias letivos.

Nas Unidades mais afetadas pelas paralisações, as aulas poderão ser repostas a partir do mês de julho, sendo o dia 21 a data-limite para o final das aulas e o período de 22 a 29 de julho dedicado às férias. 

Se houver necessidade do cumprimento de reposições também em agosto, as aulas começarão no dia 30 de julho. Nesses casos, a resolução da Pró-Reitoria de Graduação fixou o dia 1º de setembro como data-limite para o término do primeiro semestre letivo e 10 de setembro para o início do segundo semestre. Nas Unidades em que não houve paralisação ou que já tiverem cumprido a reposição, o segundo semestre terá início no dia 30 de julho. 

O período de recesso da Semana da Pátria, de 3 a 6 de setembro, previsto no calendário escolar da graduação, poderá ser suspenso, de acordo com as necessidades das Unidades. 

As provas não-realizadas também serão repostas, podendo haver flexibilização em seu número, a critério dos departamentos ou das comissões de graduação, que deverão enviar seus calendários de reposição de aulas e atividades acadêmicas à Pró-Reitoria de Graduação até o dia 6 de julho. 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail