Pessoas que se exercitaram sofreram menos estresse na quarentena

Estudos preliminares mostram que a atividade física ajuda a lidar melhor com o estresse provocado pelo isolamento social

O professor José Carlos Farah comenta sobre alguns estudos preliminares que indicam que as pessoas que mantiveram o hábito de praticar atividade física lidaram melhor com o estresse provocado pelo isolamento social durante a quarentena. A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) orientou profissionais que estiveram na linha de frente da covid-19 a prescreverem a seus pacientes, além de uma boa alimentação e sono reparador, a prática da atividade física.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Corpo e Movimento.


Corpo e Movimento
A coluna Corpo e Movimento, com o professor José Carlos Farah, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP. 

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.