Lei que reconhece atividade física como essencial reforça polêmica da abertura de academias

A nova lei, sancionada pela Prefeitura de São Paulo no dia 8 de junho, reconhece a atividade física como essencial, podendo ser executada em estabelecimentos particulares e públicos

 21/06/2021 - Publicado há 3 meses
Por

A coluna de hoje (21) discute um assunto  polêmico em meio à pandemia do coronavírus. Dia 8 de junho, o prefeito de  São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), sancionou uma lei reconhecendo a prática da atividade e do exercício físico como essenciais, autorizando esses serviços serem realizados em estabelecimentos particulares ou em espaços públicos. A discussão estaria no fato de que a nova lei retiraria a suspensão de funcionamento de prestadores de serviços,  como a academia, que até o momento não tinha autorização de funcionamento na pandemia.

Fonte site da Prefeitura de São Paulo


Corpo e Movimento
A coluna Corpo e Movimento, com o professor José Carlos Farah, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP. 

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.