Limpar celulares é tão importante quanto lavar as mãos para prevenir coronavírus

De acordo com Luli Radfahrer, os aparelhos acumulam sujeira e podem colaborar na proliferação de vírus e bactérias

Órgãos como o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) têm alertado sobre a importância das práticas básicas de higiene para o combate à covid-19. Na coluna Datacracia desta semana, Luli Radfahrer relembra também da importância da desinfecção dos telefones celulares para prevenir a proliferação do coronavírus, além da higienização das mãos. 

Os celulares são utilizados o tempo inteiro para as mais diversas funções. Às vezes passam por diferentes mãos, ficam em bolsas não frequentemente lavadas e são colocados para recarregar no chão ou em locais com limpeza escassa. “O seu celular é uma coisa muito suja e é tão normal o indivíduo utilizar no banheiro, mas quantas vezes o aparelho é lavado?”, questiona Radfahrer. 

Segundo Radfahrer, mesmo que o telefone celular não esteja contaminado pelo coronavírus, possui muitos traços de sujeira e, portanto, é importante realizar limpeza contínua para a diminuição da periculosidade de qualquer tipo de contaminação, seja viral ou bacteriana. 

Acompanhe, pelo link acima, a íntegra da coluna Datacracia.


Datacracia
A coluna Datacracia, com o professor Luli Radfahrer, vai ao ar toda sexta-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.