Duo de músicos italianos apresenta a chitarra battente

A viola tradicional italiana, chitarra battente, foi popularizada como instrumento de acompanhamento de canto por camponeses no século XVIII

Francesco Loccisano e Marcello De Carolis – Foto: Reprodução

O programa Revoredo desta semana apresenta duo de chitarra battente formado por Francesco Loccisano e Marcello De Carolis. O instrumento, também conhecido como chitarra italiana, é característico da Itália meridional, dotado de cinco ordens de cordas, dez cordas metálicas dispostas em cinco ordens, e assemelha-se à viola caipira brasileira.

A chitarra battente está presente no território italiano desde o século XIV, mas foi largamente difundida nos séculos seguintes, principalmente no século XVIII. Tornou-se popular entre os camponeses como instrumento de acompanhamento de canto. 

O instrumento recebe esse nome devido à tradicional técnica de execução de dedilhar e o princípio acústico básico que caracteriza o instrumento: as batidas. As cordas do batedor são duplas e extremamente próximas. O som que sai é, portanto, o resultado do encontro entre duas ondas sonoras que não são perfeitamente iguais e que criam a batida.

As músicas apresentadas no programa são: Battente italiana; Solé; Il volo dell’angelo; Il bacio; Amico Brozman; La tarantela di zio Nicola; Scilla; Danza Ionia; Ai padri; Via dal tubo e Trantarè.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.