Declarações do governo sobre incêndios na Amazônia contrariam dados da Nasa

“Enquanto o general Hamilton Mourão fala em diminuição das queimadas, a Nasa aponta que houve aumento durante os meses de junho e julho”, afirma colunista

Na coluna Observatório da Inovação desta semana, Glauco Arbix fala sobre as queimadas na Amazônia. Para o colunista, há incongruências entre as declarações oficiais do governo federal sobre o desmatamento e dados divulgados pela Nasa e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais: “Enquanto o general Hamilton Mourão fala em diminuição das queimadas, a Nasa aponta que houve aumento durante os meses de junho e julho”.

Segundo Arbix, os dados divulgados recentemente pela Nasa, em estudo feito junto à Universidade da Califórnia, dos Estados Unidos, e da Universidade de Cardiff, do País de Gales, apontam que as queimadas não são pequenos focos relacionados à agricultura, mas fazem parte de um processo de desmatamento. Os dados “confirmam a gravidade da situação da Amazônia, porque, de fato, estamos voltando a indicadores de 2019, que foram péssimos”.

O colunista informa que, de acordo com as declarações oficiais do governo federal feitas pelo vice-presidente, as queimadas na Amazônia são naturais e podem ser decorrentes de raios, fogueiras e alastrados pela umidade da própria floresta, o que vai na contramão dos dados lançados pela Nasa e pelo Inpe, que têm sofrido duras críticas do Planalto por “divulgar dados incômodos”. Para Arbix, “é difícil engolir que o caboclo e o índio é que colocam fogo na Amazônia”.

Ouça a coluna na íntegra pelo player acima.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.