Tratamento com trombectomia mecânica é indicado em casos graves de AVC

Técnica não é indicada para todos os tipos de AVC e pode ser utilizada em até 24 horas após início dos sintomas

Nesta edição, o professor Octávio Pontes Neto fala sobre dois tipos de tratamentos utilizados em casos de AVC isquêmico agudo, causado pela obstrução de grandes artérias do cérebro.

De acordo com o professor, um dos métodos é a terapia de reperfusão com trombolíticos, “que são remédios injetados na veia para dissolver coágulos que, em geral, pode ser feito até quatro horas e meia após o início dos sintomas”. Outro tratamento é a trombectomia mecânica, “procedimento endovascular por cateterismo, que pode ser feito em até 24 horas após o início dos sintomas”.

No entanto, a trombectomia mecânica não é indicada para todos os casos de AVC isquêmico, “mas sim para aqueles em que existam oclusão de uma grande artéria do cérebro”. É utilizado para casos considerados graves, como afirma Pontes Neto.

O professor conta que “os tratamentos de reperfusão são indicados para fases agudas do AVC isquêmico, ou seja, as primeiras horas dos sintomas. Está aí a importância de um paciente com AVC isquêmico ser encaminhado rapidamente para um hospital adequado, que tenha tomografia e equipes de neurologia e radiointervenção”, que juntas a outras áreas trabalharão para reduzir as sequelas e favorecer a reorganização do cérebro.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Minuto do Cérebro.


O minuto do Cérebro
A coluna O minuto do Cérebro, com o professor Octávio Pontes Neto, vai ao ar toda terça-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.