Conselho Universitário aprova implantação do sistema Enem USP

Nova forma de ingresso utilizará a nota do Enem e aprovados serão convocados diretamente pela Fuvest

 Publicado: 10/11/2022  Atualizado: 22/11/2022 as 21:29
Por
Candidatos se encaminham às salas de aplicação das provas da Fuvest – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O Conselho Universitário aprovou, em reunião realizada no dia 10 de novembro, a implantação de um novo sistema de ingresso de estudantes aos cursos de graduação da Universidade via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A partir deste ano (para ingresso em 2023), os candidatos serão convocados diretamente pela Fuvest a partir das notas que obtiverem nas provas do Enem. A nova forma de ingresso se chamará Enem USP. Atualmente, a USP utiliza o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ligado ao Ministério da Educação (MEC), para selecionar os estudantes. O tema já havia sido aprovado, de forma unânime, no Conselho de Graduação da USP, realizado em outubro.

O objetivo da alteração é possibilitar que o estudante aprovado via Enem possa efetuar sua matrícula juntamente com o ingressante pela Fuvest, não dependendo do sistema e do calendário do Sisu. Além disso, essa sincronicidade contribuirá com o trabalho das comissões de heteroidentificação implementadas a partir deste ano. As comissões serão responsáveis pela averiguação da autodeclaração dos candidatos convocados para matrícula nas vagas reservadas para pretos e pardos.

“Vamos continuar utilizando o Enem, mas inserindo a nota em novo modelo que permitirá maior agilidade e abrangência no processo de chamada e de matrícula dos novos estudantes”, destacou o reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior.

O pró-reitor de Graduação, Aluísio Segurado, explicou que o objetivo do novo sistema é “agilizar o processo de integração e inclusão dos novos alunos, de tal sorte que todos comecem as atividades acadêmicas ao mesmo tempo, tenham a oportunidade de participar da Semana de Recepção aos Calouros [com atividades culturais e científicas organizadas pelas Unidades de Ensino e Pesquisa], reforçando junto a eles o sentimento de pertencimento à Universidade”.

A Fuvest será responsável pela sistematização das inscrições, pela classificação de acordo com os critérios definidos pelos cursos e pela convocação dos candidatos selecionados.

Como este será o primeiro ano de implementação do USP-Enem, um edital específico com o calendário e orientações quanto à inscrição no sistema deverá ser divulgado em breve. A partir do próximo processo seletivo (para ingresso em 2024), as inscrições serão feitas obedecendo o mesmo calendário da Fuvest.

Número de vagas

Neste ano, a USP oferece 11.147 vagas em seus cursos de graduação, das quais 8.211 são destinadas para seleção pelo vestibular da Fuvest e 2.936 vagas para o Enem-USP, sem alteração ao que já havia sido aprovado pelo Conselho Universitário em junho deste ano.

Do total de vagas oferecidas pela Fuvest, 4.954 serão reservadas para candidatos na modalidade Ampla Concorrência; 2.169 vagas para candidatos EP (Escola Pública); e 1.088 para EP/PPI (Escola Pública/Pretos, Pardos e Indígenas). Para a seleção do Enem-USP estão sendo destinadas 606 vagas para Ampla Concorrência; 1.237 para estudantes EP e 1.093 para estudantes EP/PPI.

De acordo com a resolução nº 7.373/2017, que estabelece as formas de ingresso na Universidade, 50% das vagas de cada curso de graduação e turno estão reservadas para candidatos egressos de escolas públicas (EP).

Em 2022, a USP registrou o índice de 50,2% de alunos matriculados oriundos de escolas públicas em seus cursos de graduação e, dentre eles, 36% autodeclarados pretos, pardos e indígenas (PPI). Das 10.901 vagas preenchidas este ano, o que representa 97,8% do total, 5.468 são alunos de escolas públicas e, desses, 1.969 são PPI.

Atualmente, do total de 59.267 alunos de graduação, 20.231 ingressaram em vagas destinadas às políticas de ações afirmativas, o que equivale a 34%.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.