Samba na avenida, versão 4.0

Samba na avenida, versão 4.0

Com apoio tecnológico da USP, Rosas de Ouro faz carnaval inovador

27.02.2020

A Academia e a tradição carnavalesca se encontraram no Sambódromo paulistano — em uma inédita versão tecnológica. Com o apoio da USP – representada por professores e alunos da Escola Politécnica, a Poli, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH) e da Escola de Comunicações e Artes (ECA) – e de outras universidades, a Rosas de Ouro inovou em seu desfile. Realidade aumentada como robô e passistas virtuais — além de robôs sambistas verdadeiros — e muitas novas ideias deram o tom no desfile da agremiação, que chamou a atenção de todos que foram ver a apresentação das escolas paulistanas. Veja, abaixo, uma galeria de fotos do que foi o carnaval 4.0 da Rosas de Ouro.

Fantasia tecnológica e tecnologia na fantasia: os Jetsons e o robô criado especialmente para o desfile da Rosas de Ouro

Tempos modernos: um avatar do Carlitos de Charles Chaplin entre os passistas e destaques da Rosas de Ouro versão 4.0

Entre plumas, chips e tecnologia: mais uma criação robótica especialmente desenvolvida para o Carnaval 2020

Velocidade 5G na avenida: ala de sambistas representa o que há de mais moderno na telecomunicação móvel. Por enquanto

Perdido na Avenida?  Parece real, mas é virtual: robô em realidade aumentada que só podia ser visto pelo celular, graças à tecnologia desenvolvida especialmente para o Carnaval 4.0. Assim, o desfile ganhou seus momentos inovadores, como inserir o simpático robozinho em meio ao desfile, com passistas e a bateria

Para ver o que os olhos comuns não viam, um adesivo, distribuído pelos alunos da USP e da Fatec/Barueri na entrada do Sambódromo, permitia que o espectador acessasse o aplicativo Carnaval 4.0 e se conectasse à realidade aumentada criada pelo LabArtMídia da ECA, com apoio da Poli e da Superintendência de Tecnologia de Informação da USP. Com o app era possível ver o que de fato não estava lá, como a Passista 4.0, interpretada por Rosana Garcia, coreógrafa e líder das passistas da Rosas de Ouro, e gravada no estúdio do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da ECA

Equipe do laboratório LabArtMídia da ECA faz gravação do documentário em filme 360º/VR, uma das soluções criadas e desenvolvidas pela USP, dentro do projeto “Carnaval 4.0”

Fotos: Cecília Bastos/USP Imagens
Vídeo: Ana Hikari, aluna da ECA/USP 

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.