Trabalho infantil ainda é triste realidade no Brasil

São cerca de 3,3 milhões de crianças e adolescentes em situação de trabalho

No Diversidade em Ciência, Ricardo Alexino Ferreira entrevista as jornalistas Ana Luísa D’Maschio Vieira e Bruna Ribeiro, do Portal Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil. Ana Luísa é jornalista há 17 anos e trabalhou na revista Carta Capital e no Instituto Paulo Freire. É pós-graduada em Mídia e Cultura na América Latina pelo Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação (Celacc-USP) e é também pesquisadora da área de direitos humanos. É editora do Portal Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil.

Bruna Ribeiro é jornalista, especialista em Direito Internacional e   blogueira do Estadão. Trabalhou em Veja São Paulo, no Estadão e no Jornal da Tarde. Atualmente é repórter do projeto Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil.

O projeto Rede Peteca – Chega de Trabalho Infantil, lançado em 2016, é resultado da parceria entre a Associação Cidade Escola Aprendiz, o Ministério Público do Trabalho e a Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará. No Brasil, há aproximadamente 3,3 milhões de crianças e adolescentes em situação de trabalho.

O Diversidade em Ciência é um programa de divulgação científica voltado para as ciências das diversidades e direitos humanos e vai ao ar todas segundas-feiras, às 13 horas, com reapresentações às terças-feiras, às duas horas da manhã, e aos sábados, às 14 horas, com direção e apresentação do jornalista, professor da ECA-USP e membro da Comissão de Direitos Humanos da USP, Ricardo Alexino Ferreira, e operação de áudio de João Carlos Megale.

O Diversidade em Ciência é gravado no estúdio do Departamento de Comunicações e Artes/Educomunicação da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP).

A Rádio USP-FM pode ser sintonizada em 93,7 MHz/SP ou pelo link: http://jornal.usp.br/radio/

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.