Problemas emocionais estão por trás de algumas doenças de pele

As chamadas psicodermatoses atingem cerca de 30% dos pacientes que buscam médicos dermatologistas

As psicodermatoses são um grupo de doenças com origens psicológicas ou psiquiátricas desencadeadas na pele. O paciente causa danos a si mesmo, na maioria dos casos involuntariamente.   

A mestranda em dermatologia Juliana Idalgo Feres, orientada pelo professor Roberto Bueno Filho, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da  USP, explica que as psicodermatoses são muito comuns e atingem cerca de 30% dos pacientes que passam por consultas dermatológicas.  

Geralmente, os pacientes que apresentam psicodermatoses sofrem de mais de um problema psicológico, portanto, Juliana ressalta que o tratamento para essas doenças deve ser feito em conjunto com outros profissionais. Ouça a entrevista no link acima.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.