Nova diretoria do IEA reafirma a importância da ciência na pandemia

Guilherme Plonsky e Roseli Lopes falam sobre a contribuição da USP na busca de soluções para enfrentar a crise do coronavírus

O Jornal da USP no Ar conversou com a nova diretoria do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP: o diretor Guilherme Ary Plonski, professor titular da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP, e a vice-diretora Roseli de Deus Lopes, professora associada da Escola Politécnica (Poli) da USP. 

Sobre a contribuição da USP na busca de soluções para uma pandemia destas proporções, a professora Roseli Lopes explica que há várias ações sendo desenvolvidas. Isso se dá em razão das competências presentes em diversas áreas e da capacidade de mobilização da USP em agregar empresas, ex-alunos e instituições de pesquisa e desenvolvimento tecnológico. “Os vários grupos que já vinham desenvolvendo trabalhos de excelência vêm desenvolvendo novas estratégias”, aponta ela. 

Ciência é a maior aliada na luta contra a Covid-19 – Imagem: Josué Damacena/Fundação Oswaldo Cruz

O professor Ary Plonski esclarece que há grupos que ajustaram suas programações para este novo contexto, como o programa que se reorganizou em meados de março para analisar a questão da covid-19. “Outro exemplo”, continua ele, “são atividades que se iniciaram por conta do vírus, como o projeto do professor Glauco Arbix, do Observatório de Inovação e Competitividade, que se juntou com outras instituições a fim de estudar diversos aspectos sobre o tema do coronavírus”. 

Os professores falaram ainda sobre a importância da ciência neste momento. Roseli comenta que recentemente o mundo vivia um momento muito forte de obscurantismo e, com a pandemia, fica evidente que a ciência é extremamente importante. “O que a gente espera é que esse espírito de colaboração não fique restrito a temas relacionados à pandemia. A ciência vem sendo valorizada pela população, e esperamos que essa consciência possa ser ampliada. Acredito que o IEA tem um papel fundamental para isso”, completa a vice-diretora. 

Mesmo diante da pandemia, os grupos de pesquisa continuaram com os trabalhos graças às tecnologias que possibilitam esses encontros. “Na semana que vem, por exemplo, haverá um webinário, um seminário on-line, a fim de discutir a reconfiguração dos modelos educacionais pós-pandemia”, comenta Roseli. 

O diretor finaliza explicando sobre a University-Based Institutes for Advanced Study (Ubias), uma rede internacional de institutos de estudos avançados, da qual o IEA participa. “Estamos participando da criação de uma plataforma de pesquisas que vai tratar também de pandemias. Temos que olhar para o nosso país, mas entender também que fazemos parte de uma rede e de um planeta intensamente interligado”, completa Plonski. 


Jornal da USP no Ar 
Jornal da USP no Ar é uma parceria da Rádio USP com a Escola Politécnica, a Faculdade de Medicina e o Instituto de Estudos Avançados. Busca aprofundar temas da atualidade de maior repercussão, além de apresentar pesquisas, grupos de estudos e especialistas da Universidade de São Paulo.
No ar de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.