Atividade física pode atuar na prevenção do câncer de próstata

A atividade física regular é coadjuvante na prevenção do câncer de próstata e na melhoria da qualidade de vida

Em 2018, foram estimados 68 mil novos casos de câncer de próstata no Brasil e 13 mil mortes. É o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens. Os dados são alarmantes e foram divulgados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), mas podem ser minimizados. Diversos fatores influem no desenvolvimento da doença, tais como a genética, a idade e hábitos que geram risco à saúde da pessoa ao longo da vida, como a obesidade e o sedentarismo. Nesse contexto, a atividade física entra como um coadjuvante na prevenção do câncer de próstata. Idosos que se exercitam regularmente são favorecidos com longevidade saudável e menos casos de câncer.

Ouça no player acima a íntegra da coluna Corpo e Movimento.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.