Mulheres trazem diversidade de vozes e timbres ao rock

Professor Mario De Vivo comenta a contribuição feminina ao rock

Na edição do programa História do Rock desta semana, o professor Mario De Vivo continua explorando o universo feminino do rock. Segundo De Vivo, uma das contribuições das mulheres ao rock é a diversidade de vozes e timbres. Como exemplo, ele cita a cantora e compositora Kate Bush que demonstra isso com a música Wuthering Heights de 1979.

No final dos anos 80 e início dos anos 90, por exemplo, as mulheres participaram do frescor e força do estilo grunge. Neste período, uma das musicistas de destaque foi Alanis Morissette, com a canção Perfect, que alcançou sucesso imediato em 1995. Também na década de 90, músicas cantadas por mulheres entraram para o estilo rock indie e de parcela do pop rock.

De Vivo também apresenta a banda americana Mazzy Star, com a canção Fade Into You, de 1993, que recorda o tom suave da bossa nova. Nesse estilo, tem a canção Humpty Dumpty, de 2002, da compositora Aimee Mann.

O professor termina o programa de hoje com a banda indie americana Snail Mail, cantando Speaking Terms, de 2018, e adianta que no próximo encontro a conversa será sobre a participação das mulheres no heavy metal.

Os ouvintes podem enviar sugestões e comentários para o e-mail: ouvinte@usp.br


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.