Falta vontade política para combater os efeitos nefastos do aquecimento global

De acordo com Alberto do Amaral, os governos, em nível mundial, não têm feito a sua parte para combater um problema que se mostra cada vez mais grave e irreversível

 Publicado: 14/05/2024

Logo da Rádio USP

Abril passado registrou o mês mais quente na história do País. Não  é novidade para ninguém que o aquecimento global representa a ocorrência de efeitos climáticos extremos que afetam todo o planeta. Na opinião do professor Alberto do Amaral, aqui no Brasil, a vontade política manifestada não só pelo governo atual, mas pelos anteriores, tem sido insuficiente para mudar o atual cenário de aumento da temperatura, determinado pela emissão de gases do efeito estufa e metano. “A adaptação e a mitigação, que são as duas formas principais para que um Estado, um governo tomem medidas com vistas a adequar o cenário à mudança climática, não têm sido suficientes e não têm sido extremamente importantes para coibir os efeitos nefastos da mudança climática.” Esta é global, irreversível e seus efeitos são incertos a longo prazo, ressalta o colunista.

De todo modo, Amaral destaca algumas iniciativas importantes, no plano mundial, para tentar mitigar o problema, como a Convenção Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança Climática (1992), o Protocolo de Kyoto (2007) e o Acordo de Paris (2015). Todas elas marcos no combate à mudança climática, mas insuficientes, segundo ele. “Há hoje uma notória incapacidade dos Estados em diminuir as emissões de gases estufa na atmosfera, evitando o aquecimento global, e de tomar medidas para adaptar e para mitigar os efeitos da mudança climática, que têm resultados sobre as atividades humanas […] portanto, há hoje um descompasso entre a vontade política no plano mundial, as contribuições nacionalmente determinadas, que seria a forma de um Estado especificar como irá contribuir para evitar ou mitigar os efeitos da mudança climática, e aquilo que efetivamente é feito pelos governos, havendo assim uma grande distância entre o que é preciso fazer e o que é realmente feito.”


Um Olhar sobre o Mundo
A coluna Um Olhar sobre o Mundo, com o professor Alberto Amaral, vai ao ar quinzenalmente, terça-feira às 8h, na Rádio USP (São Paulo 93,7; Ribeirão Preto 107,9 ) e também no Youtube, com produção da Rádio USP,  Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.