Estudo rastreia efeitos da redução da pressão arterial pré-hospitalar em pacientes com suspeita de AVC

Octávio Pontes Neto comenta estudo realizado na China, com pacientes que tiveram AVC hemorrágico e isquêmico

 Publicado: 04/06/2024
Por

Logo da Rádio USP

O manejo da pressão arterial em pacientes com suspeita de acidente vascular cerebral (AVC) agudo, antes de se distinguir entre os tipos isquêmico e hemorrágico, é bastante desafiador. Não está claro se o controle muito precoce da pressão arterial na ambulância melhora os resultados entre pacientes com AVC agudo indiferenciado.

Nesta semana foram publicados na revista NEJM os resultados do estudo Interact-4, realizado na China, que envolveu pacientes com suspeita de AVC agudo que causou déficit motor e com pressão arterial sistólica elevada, avaliados na ambulância dentro de duas horas após o início dos sintomas. Eles foram randomizados para receber tratamento imediato para a redução da pressão arterial sistólica ou gerenciamento habitual da pressão arterial (grupo de cuidados habituais).

O estudo envolveu 2.404 pacientes na China, com idade média de 70 anos, divididos em dois grupos: 1.205 no grupo de intervenção e 1.199 no grupo de cuidados habituais. O tempo médio entre o início dos sintomas e a randomização foi de 61 minutos, com uma pressão arterial média de 178/98 mm Hg na randomização. Dos pacientes, 2.240 tiveram o AVC confirmado por imagem, sendo 1.041 (46,5%) casos de AVC hemorrágico. Não houve diferença significativa no resultado funcional entre os grupos e a incidência de eventos adversos graves foi semelhante. A redução da pressão arterial pré-hospitalar pareceu beneficiar pacientes com AVC hemorrágico, mas aumentou os riscos em pacientes com AVC isquêmico. Em resumo, a redução da pressão arterial pré-hospitalar não melhorou os resultados funcionais em pacientes com AVC agudo indiferenciado, sendo uma porcentagem significativa posteriormente diagnosticada com AVC hemorrágico.


O minuto do Cérebro
A coluna O minuto do Cérebro, com o professor Octávio Pontes Neto, vai ao ar quinzenalmente,  terça-feira às 8h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7; Ribeirão Preto 107,9) e também no Youtube, com produção da Rádio USP,  Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.