Como era o escritor Jorge Luis Borges por Alberto Manguel

A professora Marisa Midori fala sobre livro do bibliófilo em que ele retrata seu convívio com o grande escritor argentino

 

“Imagine que você tem 16 anos, trabalha em uma prestigiosa livraria no Centro de Buenos Aires e, num belo dia, um de seus clientes mais ilustres lhe convida para ler para ele à noite, pois sua mãe, já na casa dos 90 anos, está muito cansada. Estamos no ano de 1964 e o sexagenário Jorge Luis Borges, cego, precisa de um jovem que leia para ele”, relata a professora Marisa Midori, informando que essa história é contada no livro Com Borges, pelo próprio Alberto Manguel, que, entre 64 e 68, incumbiu-se da nobre tarefa de ler todas as noites, após seu expediente na livraria Pigmalion, para o grande escritor argentino.

Como diz a professora em sua coluna Bibliomania, “a narrativa é simplesmente deliciosa, mas, nem por isso, deixa de ser complexa”. A professora comenta que o leitor é convidado a mergulhar em diferentes camadas, desde a história milenar da literatura e a forma como Borges discorria livremente e com memória aguda sobre personagens e autores vários, passando por fatos e imagens cotidianas que dão conta de um outro retrato ou perfil biográfico do escritor, até a escrita particular de Manguel, das impressões que ficaram da juventude e dessa experiência extraordinária até a reflexão fixada pelo autor adulto, já formado, convertido ele mesmo em escritor e bibliófilo.


Bibliomania
A coluna Bibliomania, com a professora Marisa Midori, vai ao ar toda sexta-feira às 9h00, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.