Colunista comenta as condições climáticas do mês de agosto

Altas temperaturas e baixa umidade do ar vêm marcando as condições climáticas deste mês, que já está se encerrando, as quais não constituem novidade para a comunidade científica, como lembra Paulo Saldiva em sua coluna

 30/08/2021 - Publicado há 3 meses

Agosto vem registrando uma grande amplitude térmica e uma umidade do ar muito baixa, bastante próxima àquela encontrada em desertos. Como consequência, a poluição do ar aumenta, ocasionando complicações à saúde, principalmente daquelas pessoas mais frágeis, cujo estado físico já esteja comprometido por um motivo ou outro. “A baixa umidade fará também com que o volume urinário caia, nós vamos perder muita água através da respiração e da transpiração”, explica o professor Paulo Saldiva, observando que a queda do volume urinário contribui para o surgimento de cálculos renais e de infecções urinárias.

Nada disso, porém, é novidade, lembra o colunista. A comunidade científica havia muito previra essas consequências advindas das mudanças climáticas e das alterações do uso e ocupação do solo urbano. “Nós estamos reduzindo a água superficial, notadamente na região Centro Oeste, ao longo do tempo, exatamente por exploração acentuada dos recursos hídricos e também do desmatamento.”  O que fazer para mudar essa situação? De acordo com Saldiva, precisamos compreender que a nossa saúde depende da saúde do entorno, “do nosso equilíbrio com os meios que nos sustentam”, diz ele. “Vamos precisar de mais leis e, principalmente, de uma nova atitude frente ao que nós consumimos, à quantidade de energia que nós fazemos e ao que a gente pretende para o nosso futuro.”


Saúde e Meio Ambiente
A coluna Saúde e Meio Ambiente, com o professor Paulo Saldiva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.