Grupo reúne pesquisadores do Brasil para estudar a geografia da pandemia

Nascido na USP, grupo de trabalho Geografia e covid-19, criado por alunos da pós-graduação da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, tenta mapear um mundo em intensa transformação

Por - Editorias: - URL Curta: jornal.usp.br/?p=347242

Grupo reúne pesquisadores do Brasil para estudar a geografia da pandemia
Jornal da USP +

 
 
00:00 / 15:21
 
1X
 

Depois de tantos meses de pandemia, não restam dúvidas de que a crise causada pelo novo coronavírus atingiu o mundo de forma sem precedentes. Fronteiras fechadas, tensões diplomáticas, disputas políticas e abalos econômicos continuam a afetar inúmeros países do globo com o avanço da covid-19.

Com a intenção de analisar o momento urgente em que vivemos, um grupo de colegas da pós-graduação em geografia humana da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, liderou a criação do grupo de trabalho Geografia e covid-19. A ideia central é observar a crise planetária sob a perspectiva da ciência geográfica.

Para o geógrafo Daniel Bruno Vasconcelos, um dos idealizadores do GT, quando se trata da geopolítica mundial, o momento é de alta instabilidade já que, mesmo para especialistas da área, “é quase impossível enumerar os diversos movimentos diplomáticos e econômicos que estão sendo determinantes para a mudança de cenário nas relações internacionais”. Por isso, o grupo acredita que uma nova área de estudo esteja nascendo: a geografia da pandemia.

“A geografia da pandemia é a geografia do nosso tempo, um entrelace de diversas áreas dessa ciência, a geografia política, a geografia econômica, a geografia urbana, a geografia da população, a geografia da saúde, dentre outras. Todas essas áreas se encontram para formar a geografia da pandemia, para compreender o que está acontecendo no mundo hoje, desde uma análise microespacial, com estudos urbanos de determinados bairros, até mesmo uma análise geopolítica mundial, com estudos de relações políticas entre determinados países”, esclarece ele.

A partir da realização de um seminário que reuniu inicialmente pesquisadores da própria USP, o grupo expandiu o convite para especialistas de todas as universidades do Brasil. Na opinião de Vasconcelos, a nova fase reflete a crença do grupo de que “a construção do conhecimento é uma construção conjunta” e a chegada de pesquisadores de todo o País contribuiu para ampliar a diversidade de assuntos abordados pelo grupo, que tem produzido materiais em textos, vídeos e podcasts.

Para saber mais, acesse o site do GT neste link.

Ouça o podcast na íntegra no player acima. Siga no Spotify, no Apple Podcasts ou seu aplicativo de podcast favorito.

Ficha técnica

Reportagem: Giovanna Stael
Produção: Denis Pacheco
Edição: Beatriz Juska e Guilherme Fiorentini

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.