Nova exposição itinerante da USP apresenta acervos dos museus com tecnologias imersivas

“USP 90 anos: uma jornada imersiva pelos nossos Museus” foi inaugurada no campus de Ribeirão Preto e percorrerá os sete municípios paulistas onde há campi da Universidade

 15/04/2024 - Publicado há 2 meses     Atualizado: 19/04/2024 as 19:24
Por

Nova exposição itinerante da USP apresenta acervos dos museus com tecnologias imersivas

“USP 90 anos: uma jornada imersiva pelos nossos Museus” foi inaugurada em Ribeirão Preto e percorrerá os sete municípios paulistas onde há campi da Universidade

 15/04/2024 - Publicado há 2 meses     Atualizado: 19/04/2024 as 19:24

Texto: Michel Sitnik

Arte: Simone Gomes

Fotomontagem Diego Facundini - Fotos: USP Imagens

Foi inaugurada na tarde desta sexta, dia 12 de abril, no campus de Ribeirão Preto, a exposição USP 90 anos: uma jornada imersiva pelos nossos Museus. 

Criada para a comemoração dos 90 anos da USP, a mostra é gratuita e itinerante, seguindo um roteiro que abrange os sete municípios onde a Universidade tem campi: Ribeirão Preto, Pirassununga, Bauru, São Carlos, Piracicaba, Lorena e São Paulo. 

A montagem usa tecnologias imersivas digitais para replicar ambientes e peças que fazem parte dos acervos dos quatro museus estatutários da USP, detentores de coleções que estão entre as maiores e mais relevantes do Brasil: Museu de Arte Contemporânea (MAC), Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE), Museu de Zoologia (MZ) e o Museu do Ipiranga, que faz parte do Museu Paulista (MP). 

“Temos acervos que, em alguns casos, são os maiores da América Latina, ou os maiores do Hemisfério Sul; outros são referências inesquecíveis nas nossas memórias afetivas. Então, a ideia é que a própria USP possa conhecer melhor os seus museus e, assim, ter estudantes com uma preparação ainda melhor. Um aluno formado dentro do ambiente de um museu, independentemente de sua área de formação, certamente será um ser humano e um profissional de maior qualidade. Quando nos aproximamos da cultura, nos transformamos em pessoas melhores. Espero que todo uspiano vá pelo menos uma vez a cada um dos nossos museus e se transforme em um embaixador para a população visitar esses espaços”, defendeu o reitor da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior, ressaltando que os espaços museológicos estão no centro das prioridades da gestão: 

Carlos Gilberto Carlotti Junior - Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

“O maior investimento desta gestão reitoral será a retomada das obras da Praça dos Museus, um espaço que vai reunir o Museu de Zoologia e o Museu de Arqueologia e Etnografia no campus do Butantã. Os esforços já estão em andamento e temos a expectativa de lançar as obras já nos próximos meses”, afirmou. 

A entrada do espaço apresenta aos visitantes o filme 4M, documentário em formato de videoinstalação do artista e videomaker Tadeu Jungle. Em seguida, os quatro diferentes museus contam com espaços exclusivos durante o percurso de visita. Em cada um deles, são disponibilizadas peças físicas e também visitas virtuais com tecnologia imersiva desenvolvida pelo Centro de Inovação da USP (InovaUSP). Parte dos objetos são réplicas, já que alguns originais são exemplares de valor extremamente elevado ou até mesmo incalculável, como é o caso de elementos arqueológicos ou obras de arte. 

Inaugurada, no campus de Ribeirão Preto, a exposição USP 90 anos: uma jornada imersiva pelos nossos Museus – Fotos: Marcos Santos/ USP Imagens

O acervo do MAC apresenta Boccioni no Brasil, tendo como destaque uma réplica da célebre obra Formas Únicas da Continuidade no Espaço, além da mostra Tempos Fraturados. O recorte do MAE para a exposição investiga a ocupação passada e presente dos povos indígenas na cidade de São Paulo e traz artefatos junto a uma projeção tridimensional do sítio arqueológico Abrigo Itapeva. O MZ trata do processo evolutivo animal e apresenta uma compilação de fósseis, além de mostrar impressionantes dinossauros, inclusive um que foi descoberto pela equipe do próprio Museu. O enfoque do MP se volta para a diversidade da sociedade paulista, por meio de retratos históricos e coleções de porcelanas, além de levar o visitante a conhecer parte das salas expositivas do Museu do Ipiranga e a famosa pintura Independência ou Morte! 

A iniciativa é coordenada pelo pró-reitor adjunto de Cultura e Extensão Universitária, Hussam El Dine Zaher. Para ele, “comemorar os 90 anos da Universidade com essa itinerância exemplifica o carinho especial que esta reitoria tem para com os seus museus e com os campi do interior. Desde o início da gestão, o reitor já havia chamado a atenção para o papel central dos museus na agenda acadêmica e universitária, desejando que todo aluno uspiano tivesse a oportunidade de visitar as exposições e acervos dos museus estatutários, ressaltando a importância de uma visão crítica abrangente nas artes e nas ciências para o seu aprendizado. Esta visão se coaduna com uma tendência global observada nas mais prestigiosas universidades do mundo, de valorização dos processos de integração dos museus de ciência e arte no currículo e investimentos significativos nas suas instalações culturais. Este movimento reflete uma percepção cada vez mais aguçada da importância dos espaços museológicos de pesquisa e ensino para o fomento do pensamento criativo e crítico”. 

Hussam El Dine Zaher - Foto: Marcos Santos/USP Imagens

 

Zaher destacou também que os museus da USP elevam a condição da Universidade no cenário internacional: “Fazemos parte de um pequeno grupo de universidades detentoras de museus de artes e ciências de classe internacional. Este não é um selo convencional”. 

Inaugurada, no campus Ribeirão Preto, a exposição USP 90 anos: uma jornada imersiva pelos nossos Museus  – Fotos Marcos Santos/ USP Imagens

Ainda segundo Zaher, “no nosso caso, os acervos combinados dos quatro museus alcançam o patrimônio espantoso de 15 milhões de peças artísticas, arqueológicas, etnográficas, zoológicas e paleontológicas. São coleções imprescindíveis às linhas de pesquisa desenvolvidas na Universidade de São Paulo, que tratam das nossas raízes sociais, étnicas, culturais e evolutivas”. Por fim, o professor lembrou e agradeceu a parceria com outras instâncias da USP: “Além do papel fundamental do Centro de Inovação (InovaUSP), que desenvolveu todo o conteúdo digital da exposição, o projeto de itinerância conta com a participação da comunidade local de cada campus, articulando, através das Comissões de Cultura e Extensão (CCEx), ações para as escolas como forma de despertar o interesse do público mais jovem pelos universos acadêmico, científico e cultural presentes na Universidade. Essas ações já estão dando frutos, com mais de 40% dos agendamentos já preenchidos por escolas municipais antes mesmo da inauguração”. 

A exibição recebe visitas espontâneas autoguiadas e também conta com monitores e programa educativo para acolher grupos e escolas das cidades onde será exposta. 

Em Ribeirão Preto, a visitação pode ser feita até o dia 10 de maio, de segunda-feira a sábado, das 9h às 18h, no Instituto de Estudos Avançados – Polo Ribeirão Preto, que fica na rua Pedreira de Freitas, 20. Em seguida, a mostra passa por Pirassununga (25 de maio a 7 de junho), Bauru (20 de junho a 13 de julho), São Carlos (5 de agosto a 6 de setembro), Piracicaba (2 a 31 de outubro), Lorena (13 de novembro a 14 de dezembro) e finaliza a itinerância no campus do Butantã, em São Paulo, de 16 de janeiro a 15 de fevereiro de 2025. 

Inaugurada, no campus Ribeirão Preto, a exposição USP 90 anos: uma jornada imersiva pelos nossos Museus – Fotos: Marcos Santos/ USP Imagens

Responsável pela articulação local, a coordenadora do Grupo Coordenador de Cultura e Extensão (Gracex) do campus de Ribeirão Preto, Fernanda Panzeri, destacou a importância da ação como uma ferramenta de aproximação entre a USP e as escolas de ensino básico e, ao mesmo tempo, entre a administração central da Universidade e os campi do interior: “Estamos muito honrados por termos a oportunidade de oferecer conhecimento e cultura principalmente para os alunos da rede pública e seus professores. Projetos como este, que alcançam o município e todo o seu entorno, reforçam a importância das atividades da reitoria em parceria com os campi do interior, permitindo que a comunidade USP do campus tenha uma maior proximidade com o acervo dos museus e seus aspectos de ensino, pesquisa, cultura e extensão. 

Fernanda Panzeri - Foto: Linkedin

Este é um momento de conexão e aprendizado que certamente impactará positivamente na vida e na formação do público visitante, especialmente das escolas públicas, ao proporcionar não apenas o acesso ao conteúdo da exposição, mas também a oportunidade de conhecer e se aproximar da Universidade. A USP é para todos! Que este momento seja inspirador e emocionante para todos nós, fortalecendo nossos laços com a comunidade e reafirmando o papel fundamental da cultura e da educação em nossas vidas”, comemorou Fernanda. 

Confira o calendário da itinerância pelos campi da USP:

Ribeirão Preto

Período da Exposição

De 13 de abril a 10 maio de 2024
Segunda-feira a sábado, das 9h às 18h

Local

Instituto de Estudos Avançados – Polo Ribeirão Preto
Rua Pedreira de Freitas, 20 – Campus da USP – Vila Monte Alegre
Ribeirão Preto – SP – CEP: 14040-900

Pirassununga

Período da Exposição

25 de maio a 7 de junho de 2024
Todos os dias, das 9h às 18h

Local

Antigo Ginásio de Esportes
Avenida Duque de Caxias Norte, 225 – Jardim Elite

Pirassununga – SP, CEP: 13635-900

Bauru

Período da Exposição

De 20 de junho a 13 de julho de 2024
Segunda-feira a sábado, das 9h às 18h

Local

Galeria Municipal Angelina Waldemarin Messenberg
Avenida Nações Unidas, Quadra 8 Número 9 Centro
Bauru – SP, CEP: 17010-130

São Carlos

Período da Exposição

5 de agosto a 6 de setembro de 2024
Segunda-feira a sábado, das 9h às 18h

Local

Centro de Convenções – Área 2
Av. José Antônio Santilli, 1050 – Bela Vista São-Carlense
São Carlos – SP, 13568-250

Piracicaba

Período da Exposição

2 a 31 de outubro de 2024
Segunda-feira a sábado, das 9h às 18h

Local 

Jumbão – Departamento de Ciência e Tecnologia dos Alimentos – ESALQ USP
Alameda dos Alecrins
Piracicaba – SP, CEP 13418-900

Lorena

Período da Exposição

13 de novembro a 14 de dezembro de 2024
Segunda-feira a sábado, das 9h às 18h

Local 

Centro de Vivência- Campus USP de Lorena – Área I
Estrada Municipal do Campinho, 100, Bairro do Campinho – Lorena – SP, CEP: 12602-810

São Paulo

Período da Exposição

16 de janeiro a 15 de fevereiro de 2025
Segunda-feira a sábado, das 9h às 18h

Local 

INOVA USP – Centro de Inovação da USP
Avenida Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 370 – Butantã
São Paulo – SP, CEP: 05508-020

Todas as informações estão disponíveis no site expomuseus90anos.usp.br.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.