“Foi uma missão com excelentes resultados e perspectivas e vamos trabalhar para consolidar as parcerias”

Em visita à China, delegação liderada pelo reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior avança para firmar cooperações acadêmicas com universidades e órgãos governamentais

 05/12/2023 - Publicado há 3 meses
Por
Na Universidade Tongji houve um encontro com os professores Lou Yongqi e Zheng Jialin, respectivamente o vice-presidente da Universidade e o diretor da Escola de Medicina – Foto: Divulgação

 

No dia 2 de dezembro, uma delegação da USP, liderada pelo reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior, prosseguiu com sua missão internacional na China realizando visitas a duas instituições de ensino superior na cidade de Xangai: a Universidade de Tongji e a Universidade Fudan.

A programação da delegação da USP na China teve início no último dia 28 de novembro, na cidade de Beijing, onde seguiu até o dia 30, com visitas, encontros e reuniões com representantes de três universidades – Universidade de Agricultura da China, Universidade Renmin da China e Universidade de Pequim -, da Academia Chinesa de Ciências e do Ministério da Educação daquele país.

Além de Carlotti, a delegação é formada pelo pró-reitor de Graduação, Aluísio Augusto Cotrim Segurado; pela vice-presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Marly Babinski; pelo diretor do Instituto de Geociências (IGc), Caetano Juliani; pelo diretor da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Paulo Martins; pelo diretor da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), Carlos Eduardo Ambrósio; pela diretora da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), Thais Vieira; pelo diretor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), Ricardo Trindade; pela professora da Escola de Comunicações e Artes (ECA), Cecília Mello; e pelo professor da FFLCH, Shu Shangsheng.

“Foi uma missão com excelentes resultados e perspectivas. Agora, é avançar no trabalho para consolidar as parcerias. Nossos projetos incluem a criação de um espaço USP-China Office para acomodar iniciativas conjuntas com universidades e instituições chinesas, o lançamento de editais conjuntos para projetos de mobilidade e de dupla titulação e promoção de workshops entre as universidades”, avaliou o reitor.

Na Universidade Fudan, que é a primeira universidade pública da China, fundada em 1907, os dirigentes da USP foram recebidos pelo vice-reitor, Jin Li, e pelo diretor do Instituto de Medicina, Liu Yuehua – Foto: Divulgação

 

Em Xangai, a delegação visitou a Escola de Design e Inovação da Universidade Tongji, onde os docentes tiveram a oportunidade de conhecer projetos de design com foco no desenvolvimento sustentável, simulações imersivas, além de laboratórios de impressão 3D.

Em seguida, foram recebidos pelo diretor da Escola de Arquitetura e Planejamento Urbano, Liu Kan. Por fim, houve um encontro com os professores Lou Yongqi e Zheng Jialin, respectivamente o vice-presidente da Universidade e o diretor da Escola de Medicina, que fez uma apresentação sobre a escola e as possibilidades de colaboração nessa área, incluindo estudos de Saúde Global, Megacidades e Smart Cities e estudos de poluição.

+ Mais

USP quer fortalecer colaborações acadêmicas com universidades e instituições na China

Também foi assinada uma carta de intenções para o estabelecimento de futura cooperação com os seis Centros Translacionais da Tongji – Neurociência, Células-Tronco e Biologia, Medicina Catalítica, Cardiologia, Oncologia, Infecção e Imunidade.

Na Universidade Fudan, que é a primeira universidade pública da China, fundada em 1907, os dirigentes da USP foram recebidos pelo vice-reitor, Jin Li, e pelo diretor do Instituto de Medicina, Liu Yuehua.

Em 2017, a Fudan iniciou uma aliança internacional de universidades com a América Latina e do Brics (Flauc, na sigla em inglês), da qual a USP faz parte desde então. Atualmente, a universidade tem cerca de 30 alunos brasileiros, mas pretende aumentar o intercâmbio de alunos e docentes nos próximos anos. Durante as visitas, a delegação foi acompanhada pelo cônsul-geral adjunto e chefe do Setor de Ciência, Tecnologia e Inovação do Consulado-Geral do Brasil em Xangai, José Roberto de Andrade Filho, que apresentou possibilidades de apoio do órgão para cooperação.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.