Astrônomos fazem arrecadação pela internet para participar de congressos no exterior

Grupo de cientistas do Instituto de Astronomia e Geofísica (IAG) espera arrecadar até R$ 8 mil para financiar participação de integrantes do instituto em eventos científicos internacionais

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail
Sateltite gigante Magalhaes Foto: Arte-GMT
Satélite gigante Magalhães Foto: Arte-GMT

Em tempos de crise, da qual nem mesmo as universidades públicas escapam, é cada vez mais comum que até mesmo cientistas recorram a sites de arrecadação na internet para obterem recursos. Foi o que fizeram pesquisadores do grupo Sampa – Stellar Atmospheres Planets and Abundances, do Instituto de Astronomia e Geofísica (IAG) da USP. O grupo, coordenado pelo professor Jorge Melendez do Departamento de Astronomia, está recebendo doações pelo site Vakinha.com.br. O objetivo, segundo o docente, é atingir a meta de R$ 8 mil.

Site do grupo - Foto: Divulgação
Site do grupo – Foto: Divulgação

Até o momento já foram arrecadados R$ 570,00, desde o dia 6 de julho, quando teve início a campanha. O término está previsto para 15 de setembro. Para contribuir com o grupo do IAG basta entrar no site e clicar em “contribua”. As opções de pagamento são boleto bancário e cartão de crédito. “O principal objetivo com esta iniciativa é viabilizarmos a participação de nossos estudantes e pesquisadores em eventos de astronomia que acontecem pelo mundo”, conta o professor Melendez.

Um exemplo é a participação do estudante de doutorado Henrique Reggiane, que está em Heidelberg, na Alemanha, onde participa de um congresso que se encerra neste dia 5 de agosto. “Ao mesmo tempo, ele vai explorar a possibilidade de um estágio naquele país. Além disso, a Universidade precisa reforçar sua presença internacional”, defende o docente. Outros dois eventos poderão ser financiados por esta mesma iniciativa, como cita Melendez. Um deles acontecerá em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, entre os dias 19 e 21 de setembro. O outro, entre os dias 17 e 21 de outubro, em Maresias, no litoral norte de São Paulo. “Para este evento na Alemanha, contamos com a ajuda de um pesquisador de lá que está custeando as passagens aéreas e estadias do aluno. Mesmo que não tenhamos o valor total das despesas, eu mesmo chego a bancar os custos, mas posteriormente serei reembolsado”, diz o professor.

Professor Jorge Melendez, do IAG – Foto: Marcos Santos

O professor conta que a Pró-Reitoria de Pesquisa da USP oferecia recursos complementares para auxílio a docentes que mantêm projetos de pesquisas na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). “A Pró-Reitoria contemplou para o meu projeto Fapesp um auxílio complementar de R$ 10 mil”, lembra Melendez, mas com a crise na Universidade, esse apoio foi congelado.

Ele ressalta que recebe da Fapesp financiamento de equipamentos, como computadores. “A entidade nos auxilia também para algumas missões de campo, como observações no Chile e no Havaí (EUA). Além disso, existe a reserva técnica, mas esta deve ser muito bem administrada para não esgotar os recursos antes do fim do projeto”, destaca o docente.

O Grupo Sampa é formado pelo professor Melendez, por um pós-doutorando, três doutorandos, dois mestrandos e um aluno de iniciação científica. Segundo o docente, esta é a primeira vez que o grupo recorre a este tipo de iniciativa.

Mais informações: (11) 3091-2840, com o professor Jorge Melendez; email jorge.melendez@iag.usp.br

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados