Impacto da automação não será tão grande no mercado de trabalho futuro

É o que aponta pesquisa realizada pela Pearson, que compara Inglaterra e Estados Unidos

Quando se fala de automação dos processos, sempre pensamos em quanto o mercado de trabalho futuro está se transformando. Para falar sobre isso, Glauco Arbix, no Observatório da Inovação, analisa os dados de um estudo feito pela multinacional britânica Pearson, empresa especializada em educação.

O estudo The Future of Skills Employment 2030 mostra que o impacto da automação sobre o emprego não vai ser tão grande quanto outros estudos apontam.  Segundo Arbix, a pesquisa afirma que não é só o impacto da automação que vai modificar algumas profissões. “A chave é a maneira como as atividades se modificam e se transformam, em todas as gerações, principalmente para os mais jovens. O emprego se transforma de acordo com as características da sociedade, da indústria, dos serviços e do comércio.”

Arbix aponta que “não basta ficarmos em visões genéricas para decidir políticas e programas, e sim tomar medidas de apoio às gerações que estão buscando emprego para que se encontrem mais bem preparadas para isso”.

Ouça, no link acima, a íntegra da coluna Observatório da Inovação.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.


  • 182
  •  
  •  
  •  
  •