Conservantes das vacinas não causam mal à saúde

Timerosal causa temores pela presença de mercúrio em sua fórmula, mas na vacina a dose é muito baixa

  • 427
  •  
  •  
  •  
  •  

No segundo boletim Pílula Farmacêutica desta semana o assunto é o timerosal, conservante que está presente nas fórmulas de vacinas multidoses desde 1930. Essas vacinas são armazenadas por um tempo sob refrigeração para serem administradas para diversas pessoas. Além disso, as vacinas necessitam de conservantes para impedir o crescimento de fungos.

O conservante causa rejeição por conter mercúrio em sua fórmula. De fato, essa substância pode causar danos neurológicos; contudo, isso só acontece em doses muito altas, o que não é o caso das vacinas. Ainda assim, o mercúrio utilizado nas vacinas é o menos perigoso, chamado de etilmercúrio.

O boletim Pílula Farmacêutica é apresentado pelos alunos de graduação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP, com supervisão da professora Regina Célia Garcia de Andrade. Trabalhos técnicos de Luiz Antonio Fontana. Ouça, no link acima, a íntegra do boletim.

  • 427
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados