Aumento de vagas não representa melhora efetiva do mercado de trabalho

Tímida intervenção do governo na economia explica baixo crescimento de empregos no Brasil

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Cerca de 35,9 mil vagas de emprego formais foram criadas no último mês de julho, segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Trata-se do quarto mês consecutivo com aumento no número de trabalhos com carteira assinada.

Apesar desse crescimento, Paulo Feldmann avalia que se trata de uma variação episódica e não um sinal contundente de melhora real do mercado de trabalho. O professor associado da Faculdade de Economia e Administração (FEA) da USP enfatiza que falta ao governo uma política eficiente de geração de empregos.

Foto: Rafael Barreto / GERJ via Fotos Públicas

Feldmann ressalta que o País não encontra recursos internos para investir, por exemplo, em infraestrutura, o que poderia criar muitas vagas de trabalho. Portanto, o professor chama a atenção para a importância de se atrair capitais externos, principalmente da China e dos Estados Unidos.

Outro problema considerado pelo especialista é a falta de competição entre os bancos. Feldmann percebe um oligopólio bancário, que prejudica a população na medida em que não há um incentivo ao crédito para as famílias, apesar das baixas na taxa de juros básica.

Feldmann resume que o problema da geração de empregos no Brasil passa pela insuficiente intervenção do governo na economia, e alerta que no próximo ano o mercado mundial voltará a crescer, porém o País não estará preparado isso.

O Jornal da USP, uma parceria do Instituto de Estudos Avançados, Faculdade de Medicina e Rádio USP, busca aprofundar temas nacionais e internacionais de maior repercussão e é veiculado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 9h30, com apresentação de Roxane Ré.

Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 93.7, em Ribeirão Preto FM 107.9, pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados