Sem liberdade, conhecimento e ciência não avançam

Para o colunista Glauco Arbix, a denúncia de Augusto Aras contra professor da USP é um ataque inédito no Brasil

 25/05/2021 - Publicado há 8 meses

A Universidade sofreu mais um ataque. Desta vez, o procurador-geral da República, Augusto Aras, apresentou uma queixa-crime à Justiça contra o professor Conrado Hübner Mendes, da Faculdade de Direito da USP, por conta de críticas que o professor fez à PGR.

Em sua coluna Observatório da Inovação, Glauco Arbix afirma que a liberdade acadêmica é “um bem público global”, e sem essa liberdade, a ciência e o conhecimento não avançam. “Falar publicamente, criticar autoridades, criticar os centros de poder e os abusos, significa tentar corrigir rumos, avançar em direção a uma sociedade melhor”, diz.

Para Arbix, a denúncia de Aras é um ataque inédito no Brasil. “Veja, alguém que está em um posto público e não gosta de ser criticado, como se ele pudesse ser preservado em uma redoma e a sociedade tivesse apenas o direito de concordar com o que ele faz.” 

O quadro brasileiro não é bom para as universidades. A natureza do atual governo tem levado a cortes de verba, segregação e desinformação sobre o ambiente universitário. “Nós estamos no terceiro ministro da Educação, um Ministério que não tem estratégia e visão”, comenta Arbix.

“O professor Conrado tem todo direito de fazer o que faz, assinem abaixo-assinados, manifestos, é uma crítica que não procede e que avilta a vida universitária”, afirma. “Um desprezo para os que buscam um país melhor”, acrescenta.

Mais informações sobre inovação estão disponíveis no site Observatório da Inovação do Instituto de Estudos Avançados da USP, oic.nap.usp.br.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.