Saída da crise depende de vacinas e medicamentos para a covid-19

Apesar disso, explica Glauco Arbix, o governo federal não está financiando nenhuma pesquisa efetiva sobre a doença com recursos novos

A preocupação neste momento é saber como está a situação dos investimentos em ciência e tecnologia no País. Isso porque, segundo o professor Glauco Arbix, a saída efetiva da crise depende da capacidade dos pesquisadores e especialistas em produzir vacinas, medicamentos e tratamentos adequados para a covid-19. 

O professor compara a situação do Brasil com a de outros países. “Nos EUA, foram alocados US$ 6 bilhões para a pesquisa da covid-19 – cerca de 4% do PIB do país. O Canadá ampliou em 12% os investimentos federais em pesquisa e desenvolvimento voltados para a pandemia. No caso do nosso governo federal, até agora foram publicados dois editais no valor de R$ 60 milhões, cujos resultados não saíram ainda”, explica Arbix, de acordo com as pesquisas do grupo Rede de Pesquisa Solidária.

Assim, até o momento, não há financiamento de nenhuma pesquisa efetiva sobre a doença com recursos novos por parte do governo federal. Há, eventualmente, algum tipo de apoio à realização de testes ou medicamentos antigos, tudo dentro do orçamento que já era pequeno, fixado no ano passado. “É chocante que não exista financiamento do governo federal para projetos voltados para a covid-19, com novos recursos. É uma decisão, é uma escolha política que os órgãos públicos precisam fazer”, completa Arbix.

Ouça no link acima a íntegra da coluna.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.