Mesmo sem regulação, cidades começam a sair do isolamento

Para o colunista, é chegado o momento de reforçar ainda mais a necessidade de proteção individual, como o uso das máscaras e lavagem das mãos

Cidades da Região Metropolitana de São Paulo começam a reabrir o comércio nesta segunda-feira (8). A Prefeitura de São Paulo recebeu protocolos enviados por associações para verificar a possibilidade de reabertura de estabelecimentos comerciais no dia 1º de julho. Embora o isolamento esteja afrouxando, a infecção por coronavírus continua alta.

Em sua coluna de hoje (8), Paulo Saldiva compartilha que, mesmo com o plano de reabertura do comércio, estamos longe do pico: “A doença continua circulando, o vírus continua infectando e nós ainda não chegamos no pico máximo e muito menos no platô que seria desejado para, depois de algum tempo, haver um decréscimo dos casos. Isso acontece também devido ao tempo que toma e leva a uma condição de fragilidade econômica das pessoas menos favorecidas, dos pequenos comércios e daqueles que trabalham de manhã para ganhar o almoço e à tarde para ganhar o jantar”.

Neste processo de transição, devemos tomar ainda mais cuidado e estarmos atentos ao que podemos fazer para evitar o contágio do vírus: “Tomo a liberdade de tomar este espaço para reforçar a importância da proteção individual, do uso adequado das máscaras, da lavagem contínua das mãos, porque nós temos ainda pela frente algumas semanas de contágio elevado e seria muito trágico se a retomada das atividades econômicas tivesse como um imposto macabro o aumento das mortes dos nossos cidadãos”.

Ouça no player acima a íntegra da coluna.


Saúde e Meio Ambiente
A coluna Saúde e Meio Ambiente, com o professor Paulo Saldiva, vai ao ar toda segunda-feira às 9h30, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção  do Jornal da USP e TV USP.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.