Pandemia é palco da nova produção do músico Ricardo Vignini

Em “Cubo”, músico apresenta composições concebidas e produzidas durante meses de isolamento

O programa Revoredo desta semana apresenta as obras Cubo e Sessões elétricas para um novo tempo, do compositor, pesquisador e professor de música, Ricardo Vignini. Conhecido por trazer em seu trabalho interpretações para clássicos como Led Zeppelin, Metallica e Sepultura, o violeiro é dono do selo Folguedo, dedicado à música caipira, além de ter dividido palco com artistas norte-americanos como Bob Brozman e Woody Mann. 

Natural de São Paulo, é produtor e pesquisador da cultura popular do Sudeste. E, além da carreira solo, integra o grupo de rock rural Matuto Moderno, assim como a dupla Moda de Rock, com Zé Helder. Em Cubo, Vignini traz obras que foram concebidas e produzidas durante os meses de pandemia, já em Sessões elétricas para um novo tempo o artista apresenta composições para a viola elétrica.

No programa tem as músicas: Fazenda 83; Cada um no seu quadrado; O mundo; São Thomé das Letras e Admirável Gado Novo, da obra Cubo; e Pé vermelho; Beijando o céu; Na zoada do arame e Reviola, de Sessões elétricas para um novo tempo

Ouça no player acima a íntegra do programa Revoredo.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.