Brasil é o segundo país que mais desacredita do isolamento social

Glauco Arbix comenta que a descrença na eficácia do distanciamento social pode ter aumentado com disseminação de informações falsas

Segundo levantamento do Instituto Ipsos, o Brasil é o segundo país que menos acredita na eficácia do isolamento social para interromper a propagação da covid-19. Na coluna de hoje, o professor Glauco Arbix comenta o assunto e afirma ser esse dado “constrangedor e muito triste”, considerando o número de mortos registrados no País e a falta da implementação das diretrizes recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em todos os Estados.

Em escala global, o Brasil perde apenas para a Índia no ranking de países que desacreditam do isolamento social, e Arbix acredita que a circulação de informações falsas ou sem comprovação científica possam ter contribuído para essa situação, inclusive partindo do próprio presidente Jair Bolsonaro. “A ausência de diretrizes claras do Ministério da Saúde, que deixa as decisões nas mãos dos Estados, também evidentemente é um cálculo político para colocar a culpa em alguém que não seja o governo federal, e isso é muito triste”, afirma o colunista.

Saiba mais ouvindo o Observatório da Inovação de hoje na íntegra.


Observatório da Inovação
A coluna Observatório da Inovação, com o professor Glauco Arbix, vai ao ar toda segunda-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

 

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.