Momento Tecnologia #83: Colmeia confeccionada com materiais recicláveis

O episódio traz Celso Carrer, desenvolvedor da patente que une eficiência e sustentabilidade nas culturas de abelhas

Por
 23/05/2023 - Publicado há 1 ano
Momento Tecnologia - USP
Momento Tecnologia - USP
Momento Tecnologia #83: Colmeia confeccionada com materiais recicláveis
/

A evidente ameaça de extinção das abelhas não afetaria apenas a atividade econômica, como também o próprio equilíbrio dos ecossistemas do planeta. No entanto, há uma alternativa de salvar esses insetos, que se relaciona com a produção de mel e a proteção das colônias. Com apoio da Agência USP de Inovação (Auspin), um grupo de pesquisadores desenvolveu a patente Colmeia confeccionada com materiais recicláveis e encaixes desmontáveis

A tecnologia consiste em utilizar um material alternativo – embalagem reciclada longa-vida, usada em caixinhas de leite – para a construção de colmeias de abelhas, normalmente feitas de madeira. A colmeia traz maior resistência e durabilidade para os apicultores, facilitando na montagem e manutenção, além de ser 100% reciclável e apresentar baixo custo de confecção. 

“A ideia central é fazer com que as caixas sejam mais duráveis e que mantenham a temperatura e as condições ideais para a sobrevivência das famílias, de forma a fazer com que elas cresçam e se desenvolvam de forma mais rápida para ajudar na produção de mel, própolis, pólen e geleia real, ao mesmo tempo em que podem evitar perdas desnecessárias e pilhagem das caixas por outros animais”, explica Celso Carrer, professor do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da USP. 

A motivação para desenvolver a patente partiu da possibilidade de aproveitar a experiência prática acumulada por Claudenir Sachetto, mestrando na FZEA, que trabalha com apicultura há mais de 30 anos. Carrer, Sachetto e Juliano Fiorelli, professor de Construções Rurais na FZEA, foram os inventores desse novo modelo de colmeia. 

O professor Carrer comenta que as colmeias sustentáveis trazem impactos positivos tanto para o homem como para o meio ambiente. Como exemplo, ele menciona o repovoamento das populações de abelhas, insetos fundamentais na polinização de muitas culturas e a reciclagem de um material que é destinado, geralmente, aos aterros sanitários das cidades. Ou seja, a extinção de abelhas, a produção de alimentos e o acúmulo de lixo são algumas das consequências evitadas com a invenção da patente.

Segundo Carrer, a maior parcela do tempo de trabalho realizado no manejo das colmeias pelos apicultores é voltada para a manutenção das caixas, no serviço de troca de componentes e materiais que apodrecem, pois as colmeias são feitas preferencialmente de madeira. “O apicultor gasta mais tempo produtivo como marceneiro e pintor do que manejando as famílias”, conta.  

Ao mesmo tempo, caixas que se estragam rapidamente causam uma série de problemas para as abelhas, de modo que elas gastam uma energia excessiva na confecção de própolis para executar atividades de sobrevivência, ao invés de produzir mel. “O problema é que um quilo de própolis equivale a nove quilos de mel e isso diminui muito a produtividade das famílias”, revela o professor. O própolis é um hormônio natural resinoso elaborado pelas abelhas ao combinar substâncias de plantas, secreções salivares, pólen e cera. Ele é utilizado pelas abelhas para a climatização e a temperatura ideal nas colmeias, vedação de aberturas externas, higienização e desobstrução do interior e renovação constante de película protetora nos favos. 

Os estudos de estruturas apícolas realizados no Laboratório de Materiais do Departamento de Engenharia de Biossistemas da FZEA mostraram que é possível aumentar a durabilidade das caixas em até oito vezes. As caixas são facilmente desmontáveis e podem ser enviadas aos produtores com facilidade. A eficiência da tecnologia também é vista nos custos de manutenção: redução de 70%, se comparado com o uso convencional de caixas de madeira.

“A ideia é estruturar na sequência uma startup que poderá atender à demanda por caixas de qualidade para a entrega em todo o Brasil, que tem um potencial apícola como poucos países do mundo. O inventor está em busca de investidores que poderiam entrar juntos nesse empreendimento”, informa Carrer. Ele argumenta que o invento vem colaborar diretamente para a solução de diversos problemas do meio ambiente e, ao mesmo tempo, pode ser uma revolução no setor.


Momento Tecnologia
Produção: Julia Estanislau, Guilherme Castro Sousa, Alessandra Ueno
Edição de som:  Bruno Torres
Produção geral:  Cinderela Caldeira
E-mail: ouvinte@usp.br
Horário: Quinzenalmente, terças-feiras, às 8h35

O Momento Tecnologia vai ao ar na Rádio USP, quinzenalmente, terças-feiras, às 8h35 – São Paulo 93,7 MHz e Ribeirão Preto 107,9 MHz e também nos principais agregadores de podcast  Veja todos os episódios do Momento Tecnologia

 

 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.