Orçamento da USP para 2022 é aprovado pelo Conselho Universitário

O orçamento da USP para o próximo ano será da ordem de R$ 7,5 bilhões; a USP recebe a cota-parte de 5,02% da arrecadação do ICMS estadual

 14/12/2021 - Publicado há 12 meses  Atualizado: 10/06/2022 as 12:27
Por
Arte sobre fotos Marcos Santos/USP Imagens

 

Foi aprovado, no dia 14 de dezembro, o orçamento da Universidade para o ano de 2022. O orçamento da USP para o próximo ano será da ordem de R$ 7,5 bilhões. Desse montante, R$ 7,1 bilhões referem-se aos repasses do governo estadual (valor 22,2% maior do que o do ano passado); e R$ 386,4 milhões são referentes a recursos de receitas próprias (prestação de serviços, aluguéis, reembolsos etc.). A USP recebe a cota-parte de 5,02% da arrecadação do ICMS estadual.

Do total do orçamento, R$ 5,9 bilhões serão alocados nas despesas com a folha de pagamento, o que corresponde a 82,4% da dotação orçamentária decorrente das transferências do Tesouro do Estado. 

As despesas nesta alínea são 26% maiores do que no ano passado, e incluem os recursos necessários para viabilizar as ações de valorização de recursos humanos da Universidade, como contratações, processos de avaliação e progressão na carreira, recomposição do poder de compra dos salários, aposentadorias e benefícios. Essas ações foram limitadas pela Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020, que proíbe a concessão de qualquer tipo de reajuste salarial ou de benefícios até 31 de dezembro de 2021.

As despesas com outros custeios e investimentos estão no patamar de R$ 1,23 milhão, 24,6% acima da projeção de fechamento de 2021. Esse aumento decorre, sobretudo, da necessidade de retomar os investimentos em ampliação e modernização da infraestrutura de ensino e pesquisa da Universidade, após anos de contenção de despesas nessas alíneas, bem como das dificuldades de execução orçamentária neste ano, em virtude das restrições impostas pelas medidas de combate à covid-19.

A sessão do Conselho Universitário foi realizada de forma presencial, no auditório do Centro de Difusão Internacional, na Cidade Universitária, em São Paulo. A última reunião do Conselho feita presencialmente ocorreu em fevereiro de 2020 – Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

 

Neste grupo merece destaque o crescimento de 13,6% nos recursos destinados ao Programa de Bolsas e Auxílios (auxílios concedidos com base em critérios socioeconômicos e bolsas oferecidas pelas Pró-Reitorias).

Esse programa faz parte da Política de Permanência Estudantil da Universidade, que receberá, em 2022, investimentos da ordem de R$ 298,4 milhões, incluindo os auxílios estendidos a todos os estudantes, como os custos relativos aos subsídios de alimentação, educação física e esporte e estágios, por exemplo. Desse total, no que tange a bolsas, os recursos investidos serão da ordem de R$ 119 milhões.

“Esta proposta procura corrigir distorções históricas, principalmente em relação às Unidades criadas mais recentemente. Chamo a atenção para o fato de que não estamos com recursos abundantes. Passamos dois anos sem reajuste salarial e sem contratações. Portanto, precisamos continuar sendo cautelosos, pois não sabemos como será a economia no próximo ano. Há 12 anos não temos uma situação tão boa, mas não podemos repetir os mesmos erros de 12 anos atrás”, destacou o reitor da USP, Vahan Agopyan. 

Agopyan aproveitou a ocasião para transmitir uma mensagem aos conselheiros em função daquela ser sua última reunião do Conselho como reitor da USP. “Não me considero frustrado por ter enfrentado crises sucessivas durante a minha gestão, como a causada pela pandemia da covid-19. Pelo contrário, em momentos de crise, as instituições se reinventam e se fortalecem. Eu vi isso acontecendo em nossa Universidade. Tenho muito orgulho da USP e de ter tido a honra de comandá-la nos últimos quatro anos”, afirmou. O novo reitor da Universidade, Carlos Gilberto Carlotti Junior, e a nova vice-reitora, Maria Arminda do Nascimento Arruda, assumirão a gestão no próximo dia 25 de janeiro.

A sessão do Conselho Universitário que aprovou o orçamento da Universidade foi realizada de forma presencial, no auditório do Centro de Difusão Internacional, na Cidade Universitária, em São Paulo. A última reunião do Conselho feita presencialmente ocorreu em fevereiro de 2020.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.