Convênio com a Poli fortalece parceria da USP com Organização Pan-Americana de Saúde

O acordo estabelece o desenvolvimento de ações e projetos de pesquisas na área de inovação por meio do Grupo de Automação Elétrica e Sistemas Industriais (Gaesi) da Escola Politécnica

 11/07/2023 - Publicado há 12 meses
Por
O reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior (à esquerda) e o diretor da OPAS, Jarbas Barbosa, assinaram o documento – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A USP e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) assinaram, no dia 10 de julho, um acordo de cooperação que prevê a parceria da entidade internacional com o Grupo de Automação Elétrica e Sistemas Industriais (Gaesi) da Escola Politécnica (Poli).

O convênio foi assinado pelo reitor Carlos Gilberto Carlotti Junior e pelo diretor da OPAS, Jarbas Barbosa, em cerimônia realizada no Salão de Atos, no prédio da Reitoria, em São Paulo. O documento estabelece o desenvolvimento de ações e projetos de pesquisas na área de inovação para, entre outros objetivos, apoiar programas de implementação de tecnologias de comunicação e informação nos sistemas de saúde dos países das Américas e promover a alfabetização digital dos profissionais da área. O coordenador do acordo será o professor da Poli e responsável pelo Gaesi, Eduardo Dias.

O pró-reitor adjunto de Inovação da USP, Raul González Lima, que também estava presente ao evento, explicou que um dos projetos previstos na parceria é o compartilhamento da tecnologia de rastreamento de medicamentos para inibir roubos e falsificações, desenvolvida pelo Gaesi.

Fundada em 1902, a OPAS é a organização internacional de saúde pública mais antiga do mundo. Atua como escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para as Américas e é a agência especializada em saúde do sistema interamericano.

Dirigentes da USP, representantes da OPAS  e da Poli participaram da cerimônia de assinatura do acordo de cooperação – Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

A USP mantém parceria com a OPAS desde 1988, quando a Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) passou a ser um Centro Colaborador para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. O Centro concentra suas atividades em três áreas: pesquisa, formação de recursos humanos e disseminação do conhecimento nacional e internacionalmente. Atualmente, além da EERP, a Universidade mantém mais três centros colaboradores com a OPAS na Faculdade de Medicina (FM), na Faculdade de Saúde Pública (FSP) e no Núcleo de Estudos da Violência (NEV).

“A OPAS é uma colaboradora da USP de longa data e fico contente em saber que a Poli passa a fazer parte desta cooperação”, celebrou o reitor. O diretor da OPAS destacou que o acordo de cooperação permitirá que “áreas de excelência da Universidade possam compartilhar tecnologia e inovação com os países das Américas”.

Também participaram da cerimônia o pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Paulo Nussenzveig; o diretor da EERP, Pedro Fredemir Palha; a secretária de Saúde Digital do Ministério da Saúde e professora da Faculdade de Odontologia (FO), Ana Estela Haddad; e a representante da OPAS e da OMS no Brasil, Socorro Gross; entre outros convidados.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.