Pesquisas de Johanna Döbereiner revolucionaram a agricultura no Brasil

Estudo sobre a ação de bactérias para fixar nitrogênio nas plantas permitiu evitar o uso de fertilizantes poluentes

Nesta edição, o físico Paulo Nussenzveig aponta que uma pesquisa revelou o grande interesse por ciência e tecnologia entre jovens brasileiros de 15 a 24 anos de idade: “67% declararam-se ‘interessados’ ou ‘muito interessados’ no tema. Apenas meio ambiente, com 80%, e medicina e sáude, com 74%, despertam mais interesse dos jovens”, relata. “Há, portanto, bons motivos para empreendermos grandes esforços para transformar esse interesse em maior compreensão e apreciação da ciência.”

De acordo com o físico, apesar de os jovens se declararem muito interessados, eles não buscam informações sobre o assunto de modo muito ativo. “Metade dos jovens dizem buscar informações ‘de vez em quando’, enquanto 26% dizem buscar informações frequentemente e 24% respondem que ‘nunca ou quase nunca’ buscam essas informações”, destaca. “Não é surpreendente que a maioria dos jovens ache difícil (47%) ou muito difícil (21%) saber se uma notícia de ciência e tecnologia é verdadeira. Outros dois indicadores são alarmantes: apenas 12% dos jovens sabem citar alguma instituição (pública ou privada) no Brasil em que se faça pesquisa científica. Pior ainda, apenas 5% dos entrevistados sabiam citar o nome de algum cientista brasileiro, do presente ou do passado.”

Nussenzveig afirma que o resultado da pesquisa o alertou para a necessidade de ajudar os jovens a conhecerem os importantes trabalhos científicos já realizados por aqui. “Inicio esse tributo a grandes cientistas do Brasil falando de uma mulher, imigrante, cujo trabalho traz grandes frutos econômicos ao País, a doutora Johanna Döbereiner”, diz. “As grandes contribuições de Johanna foram dadas por estudos a partir dos anos 1970 sobre a ação de bactérias para fixar nitrogênio do ar nas plantas, o que é essencial para seu crescimento. A fixação de nitrogênio através desse processo permite evitar o uso de fertilizantes químicos, que são caros e poluentes.”

Ouça no link acima a íntegra da coluna Ciência e Cientistas.


Ciência e Cientistas
A coluna Ciência e Cientistas, com o professor Paulo Nussenzveig, vai ao ar quinzenalmente toda quarta-feira às 10h50, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

.

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.