Piscamos cerca de 20 vezes por minuto

Nesta semana, o professor Eduardo Rocha fala sobre a importância de piscar os olhos

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na coluna Fique de Olho desta semana, o professor Eduardo Rocha fala sobre o ato de piscar os olhos, algo normal como a respiração e batimentos cardíacos.

Segundo Rocha, piscar os olhos ajuda a combater a invasão de bactérias.  “Mesmo involuntariamente, piscamos, em média, cerca de 20 vezes por minuto. Toda vez que a pálpebra sai da posição de repouso elevada, desce e volta, renova-se o filme lacrimal, que está sobreposto aos olhos, traz oxigênio, novos nutrientes e elimina poeiras que podem ter ficado  sobre a superfície dos olhos.”

Rocha explica que em atividades com tensão visual, como ter contato com computador, celular ou tablet, “a frequência de piscar diminui, em grande parte quando acumulam muitas horas de tarefa, com isso surge irritação, sensação de areia e vermelhidão ocular, pois os olhos sentem falta de piscar”.   

O professor alerta que alterações no piscar podem ser manifestações de doenças, excesso de trabalho ou estresse acumulado. “É normal os olhos se manifestarem com sensação de areia, irritação e vermelhidão.”

Rocha diz que “coçar os olhos acaba sendo uma péssima maneira de procurar aliviar o desconforto nos olhos; piscar é a melhor forma de proteger e se defender de agressores externos”.

Ouça acima, na íntegra, a coluna Fique de Olho, com o professor Eduardo Rocha.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Textos relacionados