Consumidor vai pagar rombo na conta de luz

R$ 62,2 bilhões é o valor a ser pago como indenização às transmissoras de energia

Por - Editorias: Atualidades
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Ouça a entrevista com o professor Erik Rego, da Escola Politécnica da USP:

logo_radiousp790px.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que o valor a ser pago como indenização às transmissoras de energia devido à MP 579, de 11 de setembro de 2012, será de R$ 62,2 bilhões. O rombo será pago pelos consumidores até 2024, a partir de março.  Na época da publicação da MP 579,  a medida foi anunciada como uma política para reduzir a conta de luz dos brasileiros. A promessa era de uma redução de 20%.

A Abrace, associação que reúne os grandes consumidores industriais de energia, questiona a legalidade do pagamento. O impacto médio das indenizações para clientes do segmento de baixa tensão, como residências e boa parte do comércio, é estimado em 7,7%.

Para repercutir o assunto, a Rádio USP ouviu o professor Erik Rego, do Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP, entrevista que você pode acompanhar na íntegra ouvindo o áudio acima.

 

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0Print this pageEmail

Textos relacionados