Soluções inovadoras para ajudar na pandemia serão startups na USP

Cinco projetos se destacaram no Desafio USP Covid-19 com ideias para enfrentar a crise relacionada ao coronavírus

Editorias: Universidade - URL Curta: jornal.usp.br/?p=329574
Plataforma Appadoca, de geração de renda para cozinheiras, foi um dos vencedores do Desafio USP Covid-19 – Foto: Reprodução / Desafio USP Covid-19

.

A busca por soluções para os desafios relacionados à pandemia do coronavírus resultou em ideias inovadoras de estudantes universitários de todo o País que participaram do Desafio USP Covid-19. A competição, realizada on-line durante quatro dias do mês de maio, selecionou 100 participantes que se dividiram em grupos conforme a área do projeto pretendido (educação a distância, negócios B2C, geração de renda, produtos para saúde e bem-estar e manutenção da saúde mental).

“A participação foi espetacular, tivemos 890 inscrições. As equipes se engajaram de verdade e chegaram a resultados muito bons nos pitches finais”, destaca André Leme Fleury, professor da Escola Politécnica (Poli) da USP, que coordenou o evento. Outro ponto positivo foi a realização das atividades na forma on-line. “Tínhamos dúvidas de quão efetivo seria, porém a experiência que tivemos foi excelente. As ferramentas utilizadas, a comunicação por vídeo e por whatsapp, garantiram a proximidade entre os participantes e a efetividade das monitorias. Além disso, o acesso às pessoas – potenciais clientes, parceiros e financiadores – se provou bastante mais fácil no digital do que em outras versões presenciais”, explica.

Entre as ideias vencedoras, havia um ponto em comum: a empatia pelos públicos de interesse, o que ajudou na identificação das necessidades realmente importantes no contexto de pandemia. Outros itens que se destacaram foi a inovação, pois todos os grupos vencedores trouxeram contribuições diferentes daquelas que estamos acostumados, e a validação. “Todos os projetos vencedores foram validados de alguma maneira pelos públicos de interesse, que afirmaram positivamente para as ideias que estavam sendo criadas”, complementa o coordenador.

Durante o evento, cada desafio contou com um parceiro incentivador: para produtos participou a Questtonó, principal empresa de design de produtos do Brasil; para geração de renda, a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da USP; para negócios B2C a parceria foi com a Stone pagamentos; para saúde mental a parceria foi com o Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da USP (IPq-FMUSP) e com o Instituto de Psicologia da USP; e para educação a parceria foi com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (Seduc).

.

Vencedores


Educação

Conhecimentor – plataforma para conexão de mentores com alunos tendo em vista o ensino personalizado

B2C

Local Experience – Plataforma que une restaurantes e pequenos comércios locais para oferecer experiências únicas e diferenciadas. Por exemplo, um jantar romântico, onde dois usuários conectados por vídeo recebem uma refeição completa (entrada, prato principal, sobremesa), cada um na sua casa, preparada por restaurantes locais, sentindo-se assim mais próximos de um encontro presencial.

Geração de renda

Appadoca – plataforma com foco na geração de renda para cozinheiras e distribuição dos produtos com motoqueiros parceiros

Produtos

Bioest – solução para higienização das mãos, melhor e mais barata que o álcool em gel, validada por meio de artigos e experimentos

Saúde mental

Quem cuida – aplicativo para monitoramento da saúde mental e indicação preventiva de tratamentos para as equipes da linha de frente dos hospitais de combate à covid-19

.

De estudantes para estudantes

“Conseguimos mobilizar alguns dos principais grupos de alunos de graduação que têm como objetivo incentivar o empreendedorismo da USP, incluindo o Núcleo de Empreendedorismo da USP (NEU), ELab (FEA), Turing (Poli), FAU Jr. e Enactus Campus Butantã”, conta André Fleury, em referência aos alunos que foram responsáveis por toda a organização, promoção, execução e finalização do evento.

O próximo passo para os grupos vencedores é participar do programa de pré-aceleração Startup LAB, realizado pelo Núcleo de Empreendedorismo da USP para desenvolverem seus negócios e buscar oportunidades. “Tive a oportunidade de assistir às suas apresentações e fiquei surpreso com a velocidade e qualidade com que estão se desenvolvendo”, finaliza André Fleury.

.

.

.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.