Criolo faz o primeiro show em Realidade Expandida no Brasil

Tecnologia é derivada da Realidade Virtual e Giselle Beigueilman garante que veio para ficar

Por

 

 

O multiartista Criolo, com o primeiro show no Brasil em Realidade Expandida, abre a coluna Ouvir Imagens, de Giselle Beiguelman, deste 2021 (clique e ouça o player acima). “Criolo, em si, é sempre muito especial, mas a apresentação conhecida como XR na plataforma Twitch TV foi a primeira realizada no País.”

Giselle Beiguelman ressalta que essa tecnologia vem se somar a um conjunto de novas tendências no campo de pesquisa de ponta das imagens digitais. “Realidade Virtual, Realidades Mistas, Realidade Aumentada, Realidade Expandida e Realidade Mediada… Esses são alguns desses termos com os quais recomendo a todos se acostumarem.”

Certo é que a Realidade Virtual que a colunista aponta como o campo mãe de todos os outros formatos vai propiciar experiências simuladas e imersivas que pretendem substituir o mundo real. Agora, na Realidade Aumentada (Augmented Reality), os objetos digitais vão coexistir em um mesmo espaço com objetos virtuais e reais. “É o que vai acontecer, por exemplo, com um grafite de 800 m2 pintado por Henrique EDMX Montanari na av. 9 de julho.”

Também tem as Realidades Mistas (Mixed Realities, MR), que são sistemas que levam os usuários a um mundo virtual, que se sobrepõe ao nosso mundo físico, mas extrapolando o mundo real.

Em seu show, Criolo usou a Realidade Expandida. “O artista aparece em cenários urbanos devastados, migrando para o estúdio e migrando para outros cenários inteiramente compostos com textos, sempre ativistas e muito críticos como tudo o que ele faz.”


Ouvir Imagens 
A coluna Ouvir Imagens, com a professora Gisele Beiguelman, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e  TV USP.

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.