Quilombo Academia: Garoto e a Vanessa Moreno revelam a sofisticação da tamboralidade negra

A musicalidade afrodiasporico do Garoto dialoga com o existencialismo negro do canto de Vanessa Moreno

 01/12/2023 - Publicado há 3 meses
Quilombo Academia - USP
Quilombo Academia - USP
Quilombo Academia: Garoto e a Vanessa Moreno revelam a sofisticação da tamboralidade negra
/

O Garoto é um compositor que faz do seu violão uma espécie de quilombo instrumental, multidimensional. Penso ‘ao meu quase cego ver’, que para esse proposito ele usou como estratégia os traços diaspórico da musicalidade negro estadunidense do jazz. De tal sorte que percebo na sofisticação musical do Garoto na uma tamboralidade harmônica do choro, que é resultado de uma relação dialógica afrodiaspórica negro americana.

A Vanessa Moreno traz uma musicalidade existencial, é provável que a alegria da sua paz musical tem como subjacência nas relações lúdico gregária, que são marcadas pela polissemia comunal. O componente bossa novista no canto da Vanessa sugere um ativismo político de temporalidade memorial sofisticada. Vanessa Moreno traz na uma música afro-ancestral, que é impregnada por uma tamboralidade de tribalismo comunal utópico. Sendo referência disruptiva contra a distopia eurocaucasiano. Seu canto tem, nuance de samba de roda, como espécie de ativismo, em favor da construção de um futuro, com base na alegria dialética das circularidades, negra de amplitude holística da roda de samba.


Quilombo Academia

O Quilombo Academia é transmitido as quintas-feiras, às 13 horas, com reapresentação aos domingos, às 19 horas e 30 minutos, na Rádio USP São Paulo e Ribeirão Preto, e também por streaming. As edições do programa estão disponibilizadas nos podcasts do Jornal da USP (jornal.usp.br) e nos agregadores de áudio como Spotify, iTunes e Deezer.

. 

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.