Quilombo Academia: Caetano Veloso o canto miscigênico que tem as cores da cultura de paz

Caetano e a polissemia do brilho nas relações de alegria negra, contra a formalidade fria do eurocaucasiano

 08/12/2023 - Publicado há 3 meses
Quilombo Academia - USP
Quilombo Academia - USP
Quilombo Academia: Caetano Veloso o canto miscigênico que tem as cores da cultura de paz
/

Caetano Veloso tem uma africanidade telúrica que o faz um interprete privilegiado do sentimento negro miscigênico baiano. A polissemia do brilho das relações espontâneas, que está fora da esfera da ordem eurocêntrica, faz da música do Caetano um lugar de potência, onde as maiorias minorizadas fazem suas respectivas afirmações positivas.

A posição alternativa negra na irreverência artística nordestina, que há nas composições de Carlinhos Brown e Djavan, tem paroxismo na performática tamboralidade de Caetano, que realça ainda mais o reconhecimento desses dois craques negros da MPB.

A arte musical de Caetano revela uma multiplicidade ontológica negada, na medida em que seu canto e o discurso militante, caracterizando a contemporaneidade inclusiva que se estabelece como possibilidade de nuances das relações lúdico gregário da circularidade epistêmica negra contra o anacronismo excludente, da tentativa reducionista, do euro-hetero-macho-autoritário. Caetano canta o samba negro como provável lugar utópico, onde as relações miscigênicas têm as cores da cultura de paz.


Quilombo Academia

O Quilombo Academia é transmitido as quintas-feiras, às 13 horas, com reapresentação aos domingos, às 19 horas e 30 minutos, na Rádio USP São Paulo e Ribeirão Preto, e também por streaming. As edições do programa estão disponibilizadas nos podcasts do Jornal da USP (jornal.usp.br) e nos agregadores de áudio como Spotify, iTunes e Deezer.

. 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.