Fake News Não Pod #32: É falso que as vacinas contra a covid-19 oferecem risco para os jovens

A única vacina no Brasil aprovada para o uso em jovens com mais de 12 anos é a da Pfizer, que já em julho de 2021 publicou estudo clínico na revista científica “The New England Journal of Medicine”, com 2.260 adolescentes demonstrando a eficácia e segurança da vacina

Jornal da USP
Jornal da USP
Fake News Não Pod #32: É falso que as vacinas contra a covid-19 oferecem risco para os jovens
/

Com a campanha de vacinação contra a covid-19 avançando e atingindo as faixas etárias mais jovens da população, diversas fake news começaram a colocar em dúvida a segurança das vacinas para a população menor de 18 anos. Assim, o podcast Fake News Não Pod desta semana fala sobre a segurança das vacinas para os jovens. A alegação mais comum é que as vacinas não possuem estudos de segurança nessa faixa etária ou que oferecem mais riscos à saúde que benefícios. “Essa afirmação é falsa.” A única vacina no Brasil aprovada para o uso em jovens com mais de 12 anos é a da Pfizer, que já em julho de 2021 publicou um estudo clínico na revista científica The New England Journal of Medicine, com 2.260 adolescentes demonstrando a eficácia e segurança da vacina. Em relação à Coronavac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) considerou que ainda não há evidências suficientes para o uso em adolescentes e crianças entre 3 e 17 anos e pediu mais informações e estudos antes de realizar uma nova análise para a aprovação do imunizante em jovens.

Apesar de após a vacinação haver o risco de desenvolver miocardite ou pericardite, que se trata de tipos inflamação que acometem o coração, esses efeitos adversos são raríssimos. Segundo uma reportagem publicada na revista Nature, a cada 1 milhão de meninos entre 12  e 17 anos vacinados com a segunda dose somente 67 desenvolvem miocardite; entre as meninas essa taxa é de nove casos por milhão. Vale ressaltar que a maioria dos casos são leves e se resolvem rapidamente. Desse modo os benefícios da vacinação superam os riscos, pois, apesar de os adolescentes não fazerem parte de grupos de risco, eles ainda possuem chances de desenvolver quadros graves da doença, especialmente se apresentarem comorbidades. Portanto, não deixe de se vacinar e de vacinar seus filhos. Busque informações em fontes confiáveis.


Fake News não Pod
Produção: Vydia Academics, Pretty Much Science (PMScience),
Projeto: João Fake News (bit.ly/JoaoFakeNews).
Roteirista e apresentadora: Laura Colete Cunha
Coprodução e Edição: Rádio USP Ribeirão Preto

 

.

 


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.