Ambiente é o Meio #37: Cerca de 90% das reservas de potássio, utilizadas em fertilizantes, estão fora das terras indígenas na Amazônia

Dados são de estudo coordenado pelo professor Raoni Rajão, da Universidade Federal de Minas Gerais, e refutam declarações do governo brasileiro

Jornal da USP
Jornal da USP
Ambiente é o Meio #37: Cerca de 90% das reservas de potássio, utilizadas em fertilizantes, estão fora das terras indígenas na Amazônia
/

O podcast Ambiente é o Meio desta semana conversa com Raoni Rajão, professor de Gestão Ambiental e Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Especialista na relação entre tecnologia, ciência e políticas públicas, com ênfase na avaliação de políticas de controle do desmatamento e de pagamento por serviços ambientais, Rajão fala sobre fertilizantes em terras indígenas. 

Rajão conta que cerca de 90% das reservas de potássio, utilizadas em fertilizantes na agroindústria, “estão fora das terras indígenas na Amazônia”. Motivados pela guerra entre Rússia e Ucrânia e a dependência do Brasil na importação de fertilizantes, o professor e outros pesquisadores do Departamento de Engenharia da UFMG lançaram o relatório Crise dos fertilizantes no Brasil: da tragédia anunciada às falsas soluções, publicado com o apoio do Grupo de Trabalho de Meio Ambiente da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que refuta as declarações do governo brasileiro. 

De acordo com o estudo, as principais reservas de potássio estão em Sergipe, São Paulo e Minas Gerais. Mas o potencial dessas reservas não é explorado, o que faz do Brasil dependente das importações de fertilizantes à base de potássio, vindos principalmente da Rússia. 

Segundo o professor, “a solução não é entrar em terras indígenas, porque os agrominerais não estão lá, e não é de uma hora para outra”, visto que a extração e o beneficiamento do potássio dependem de grandes estruturas e investimentos. “O Brasil deveria buscar produzir e se tornar mais independente de fertilizantes”, afirma Rajão. Mas adverte que “é preciso mais investimento e tecnologia para tornar isso algo economicamente viável em larga escala e isto está faltando no Brasil”.


Ambiente é o Meio

Produção e Apresentação: Professores Marcelo Marini Pereira de Souza e José Marcelino de Resende Pinto, ambos professores da FFCLRP
Coprodução e Edição: Rádio USP Ribeirão 
E-mail: ouvinte@usp.br
Você pode sintonizar a Rádio USP em São Paulo FM 107,9; ou Ribeirão Preto FM 107.9, ou pela internet em www.jornal.usp.br ou pelo aplicativo no celular para Android e iOS .
.


Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.