Vitor Henrique Paro recebe título de Professor Emérito da Faculdade de Educação

Professor da USP desde 1980, é uma das maiores referências nas áreas de políticas educacionais e administração de instituições de ensino

 12/05/2023 - Publicado há 10 meses     Atualizado: 15/05/2023 as 16:57
Por
Momento da entrega do diploma pela diretora da Faculdade de Educação, Carlota Boto, ao Professor Emérito Vitor Henrique Paro – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Vitor Henrique Paro, docente aposentado da Faculdade de Educação (FE), recebeu o título de Professor Emérito na última quarta-feira, dia 10 de maio. A cerimônia realizada no Auditório da FE contou com a presença da vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda e rendeu diversas homenagens ao professor laureado.

O evento contou com as falas do professor Rogério de Almeida, chefe do Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação, do qual Paro fez parte, e do professor Daniel Tojeira Cara, propositor do título. O Professor Emérito também foi homenageado por dois de seus ex-orientandos: os professores da FE, Iracema Santos do Nascimento e Rubens Barbosa de Camargo. 

Todos fizeram questão de lembrar o quão marcante foi a passagem do professor por suas trajetórias acadêmica e pessoal. Para eles, Vitor Henrique Paro sempre se mostrou um professor exigente, mas também muito protetor e gentil, fazendo que ele conquistasse a admiração de alunos e orientandos que tiveram e têm contato com sua vida e com suas ideias.

A vice-reitora Maria Arminda do Nascimento Arruda lembrou a importância que o título de Professor Emérito tem para a Universidade. “Esse título é a recompensa simbólica máxima que um professor pode receber desta Universidade. Ao escolher o professor Vitor Henrique Paro, a USP está defendendo a educação pública e valorizando a si mesma. Parabéns à Faculdade de Educação por esta escolha acertada”, afirmou. 

Em sua fala, Paro agradeceu as homenagens e disse estar muito feliz com o carinho recebido dos colegas. “É uma alegria imensa receber estas homenagens. Acho que todo mundo deveria ter a oportunidade de ser Professor Emérito algum dia”, brincou. 

O professor também fez a leitura do pronunciamento que escreveu para o livreto editado especialmente para a cerimônia de outorga do título. Paro defendeu a Escola Pública como ferramenta no acesso à cultura, no combate ao obscurantismo e na luta contra a opressão, e ofereceu lições “que parecem dignas de serem ensinadas a todos os educadores e educadoras de hoje”. 

“Educar pressupõe o compromisso com o bem comum. Bem comum significa bem de todos. Mas esse ‘todos’, como objeto do bem que se deve realizar socialmente, jamais foi levado em conta com a devida radicalidade pelos que monopolizam o poder e por aqueles que aceitam passivamente a ordem social vigente”, lembrou o Professor Emérito Vitor Henrique Paro em uma das lições. 

Quem é

Vitor Henrique Paro nasceu em Colina (SP) e atua desde 1980 na Faculdade de Educação da USP, onde é professor titular, livre-docente e, agora, Professor Emérito. Formou-se pedagogo e obteve o título de mestre pela FE e cursou seu doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação: História, Política e Sociedade da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). 

É coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Administração Escolar (Gepae), no qual desenvolve pesquisas e orienta pós-graduandos. Com uma produção científica profícua, Paro é referência no estudo de políticas educacionais e administração de instituições de ensino. Entre seus livros, destacam-se: Administração escolar: uma introdução crítica, Gestão democrática da escola pública, O Capital para educadores, Professor: artesão ou operário, entre muitos outros.

Faculdade de Educação (FE) concede título de Professor Emérito a Vitor Henrique Paro – Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Política de uso 
A reprodução de matérias e fotografias é livre mediante a citação do Jornal da USP e do autor. No caso dos arquivos de áudio, deverão constar dos créditos a Rádio USP e, em sendo explicitados, os autores. Para uso de arquivos de vídeo, esses créditos deverão mencionar a TV USP e, caso estejam explicitados, os autores. Fotos devem ser creditadas como USP Imagens e o nome do fotógrafo.